segunda-feira, 30 de junho de 2008

Taça Libertadores 2008

Romerito aposta no Fluminense e declara, mais uma vez, seu amor ao Tricolor
O paraguaio Romerito, autor do gol do título brasileiro de 1984, conquistado pelo Fluminense numa decisão carioca contra o Vasco, apostou todas as suas fichas na conquista do título da Libertadores pelo seu ex-clube. Em entrevista a uma rádio de Assunção, o ex-jogador falou ainda de seu amor pelo Tricolor, como se ainda fizesse parte do elenco. - Tenho certeza de que o Maracanã estará lotado e que nós vamos ganhar. Amo este clube e a torcida. É até difícil de falar, pois é como se eu falasse da minha família – disse Don Romero.

domingo, 29 de junho de 2008

Futebol - Resultados

Sábado: Amistoso Sendas 3 x 1 Tupi Séria A 8ª rodada Vitória 3 x 0 Goiás Portuguesa 0 x 0 Santos Vasco 4 x 2 Ipatinga-MG Série B 8ª rodada Brasiliense-DF 0 x 1 Grêmio Barueri CRB 2 x 2 Marília São Caetano 3 x 1 Gama Fortaleza 2 x 3 ABC Domingo Eurocopa - Decisão Espanha 1 x 0 Alemanha Série A Fluminense 0 x 0 Botafogo Grêmio 1 x 1 Internacional Atlético-PR 1 x 1 Coritiba Sport 1 x 2 Flamengo Figueirense 1 x 1 Atlético-MG Cruzeiro 1 x 1 São Paulo Palmeiras 2 x 0 Náutico

Marcas

Mudanças inusitadas mexem em marcas tradicionais no Brasil Ao longo das décadas, nomes e símbolos presentes no dia-a-dia dos brasileiros passaram por transformações, que garantiram mais valor a produtos consagrados Sandra Kiefer - Estado de Minas
Já é consenso no meio publicitário que, se fosse hoje, a Coca-cola nem sairia da prancheta. Pelo menos, não com esse nome. Cotada em R$ 65 bilhões, a marca mais valiosa do planeta é formada pela junção das palavras coca e cola, que nomeiam o que existe de pior a ser oferecido para crianças e jovens. Para se adequar à realidade, as marcas de produtos hoje consagrados pelo público – que assimilam as mudanças com facilidade e até se esquecem da origem do nome – enfrentaram diversas transformações ao longo das décadas. Algumas delas são curiosas e outras até inacreditáveis, como o caso da revista masculina Playboy, que chegou a ter o veado como símbolo, no lugar das sensuais coelhinhas.
O estudo do caso da Playboy está descrito no livro Gestão de Marcas, lançado em fevereiro por Mauro Calixta, que tem pós-doutorado em significado de marcas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ele lembra que o ícone não chegou a afetar a performance da revista, lançada inicialmente para servir ao povo americano, onde o animal representa o garanhão. “Mesmo assim, eles trocaram para evitar a dupla simbologia nos outros países, atentando para a conveniência de substituir o veado pelo coelho, por sua reconhecida capacidade de reprodução e pelugem macia, agradável ao toque”, compara o professor. No português e no espanhol, idiomas falados em maior número de países, o símbolo original tem sentido pejorativo.
Já a Coca-cola firmou-se no mercado, contra todos os prognósticos, pela repetição à exaustão. “A marca foi internalizada pelos consumidores graças à tradição e propaganda e ninguém percebe o significado do nome. Não se fala mais nisso”, afirma Calixta. Um exemplo diferente é o do Mate Couro que, na opinião do especialista, poderia ser reposicionado como um produto com características que remetam à proximidade com a natureza e até exótico, por conter substâncias saudáveis como a erva-mate e o chapéu-de-couro. Segundo ele, devido às limitações da época em que foram lançadas, algumas marcas foram mal escolhidas, prevalecendo critérios amadores como expressões regionais, nomes de santos e principalmente os de donos do negócio, como é o exemplo da Mercedes-Benz – que forma um inesperado casal.
“É uma grande incógnita dizer que uma marca vai ou não dar certo. Conta pontos o poder de quem está patrocinando, os investimentos em marketing, a qualidade do produto em si e ainda o fator sorte”, afirma Sidney Porto, diretor de Planejamento e Negócios da Gerencial Brasil, especializada em comunicação no varejo. Ele observa que, atualmente, a escolha de nomes segue critérios mais objetivos como facilidade de memorização, pesquisa com o grupo de interesse e associação com benefícios inerentes ao produto. “Se um produto não pegou, é porque faltou algo que provavelmente sobrou no concorrente”, completa.
Para Edgard Melo, sócio-fundador da agência de publididade ASA, o melhor nome é aquele que traduz a essência do produto e é fácil de falar. Ele relembra a história do Fusca, que nada mais é do que a corruptela de Volkswagen, palavrão que os brasileiros pré-globalização não conseguiam pronunciar. “Na época, os alemães reagiram e quase tiraram a conta das agências brasileiras, mas a abreviação carinhosa foi consagrada pelo povo e hoje a internet está cheia dessas palavras inventadas”, compara. Ele lembra que a marca Telemig Celular, campanha tocada por sua agência na época do lançamento, foi substituída sem traumas pela da Vivo. “Telemig Celular era um nome difícil de guardar, mas necessário pois os mineiros já conheciam a Telemig que se juntou com a tecnologia do celular. Já a Vivo tem um nome curto, fácil de falar e de guardar, tanto que quase não foi notada a mudança pelos clientes”, conclui.

Marcas

MERCEDES-BENZ
O símbolo da Mercedes-Benz é uma estrela com três pontas, que simbolizam os três segmentos em que a empresa pretendia atuar (terra, mar e ar), o que acabou não se confirmando. Outro “casamento” se formou também com a Mercedes e o Benz que, no entanto, não mantinham diretamente qualquer tipo de relação. Mercedes era a filha do piloto de corridas Emil Jellinek, que encomendou um novo carro para a Daimler, marca criada pelo alemão Gottlieb Daimler, famoso por ter adaptado um motor a uma carruagem. Em 1924, Daimler uniu suas forças com a Benz, fundada pelo alemão Karl Benz, inventor do triciclo motorizado, considerado o primeiro carro do mundo. Seus automóveis passaram a se chamar Mercedes-Benz.

Marcas

MAIZENA
Tinha tudo para dar errado no Brasil, desde as propagandas incentivando as crianças a tomarem mingau para engordar até a grafia equivocada, que deveria ser escrita com “S”, em português. Deu tão certo, entretanto, que, passados 126 anos, muitos brasileiros adotaram a grafia do produto em inglês, que vem de “maize”, o mesmo que milho. O nome está tão internalizado que poucos se lembram que o biscoito Maizena tem a mesma origem. Não se pode dizer o mesmo do Bolo Maizena, que não pegou. A explicação talvez seja porque a cozinheira está mais acostumada a preparar o bolo que leva farinha de trigo.

Marcas

SADIA
Aos desavisados, Sadia pode soar como uma bem-sucedida jogada publicitária para conferir uma nota saudável aos alimentos embutidos. Mas não é só isso. Originalmente, o nome da marca foi composto a partir do nome de um frigorífico: S/A Indústria e Comércio Concórdia. Daí se extraiu as iniciais SA de sociedade anônima e DIA das três últimas letras da palavra Concórdia. Batizada pelo fundador Attilio Fontana, em 1944, em Santa Catarina, a Sadia fornece 680 itens para o mercado interno e exporta 250 produtos para 92 países. Em 2004, foi eleita a marca de alimentos mais valiosa do Brasil, cotada em US$ 189 milhões, em valores da época.

Marcas

PLAYBOY
Pode parecer inacreditável, mas em vez das sensuais coelhinhas, como a ex-BBB Juliana Goes (foto), a Playboy já teve como símbolo um veado. O animal originalmente escolhido fazia todo o sentido para os Estados Unidos, onde representa um garanhão. Poucos dias antes do lançamento, o seu criador, Hugh Hefner, em um lampejo de clarividência, resolveu mudá-lo para um coelho, ícone da fertilidade na natureza. Até mesmo no Brasil, a palavra ganharia um sentido pejorativo bem mais tarde, provavelmente depois da década de 50. Em 1920, uma propaganda anunciava a nova marca de cigarros La Reine Veado (A Rena), voltados para o público feminino. Em 1938, a Antarctica lançou a saborosa cerveja de inverno Tip-Top, em que a marca era representada por uma cabeça de veado, com longos chifres.

Marcas

OMO Criado pela Unilever em 1940, na Inglaterra, Omo é formado por um acrônimo, isto é, um agrupamento de Old Mother Owl, ou “velha mãe coruja”. No início, o desenho da letra “O” imitava os olhos, o da letra “M” formava o nariz e o bico da ave. Posteriormente, a coruja foi deslocada para segundo plano, na lateral da embalagem. Permaneceu, porém, a idéia de zelo, cuidado e carinho transmitida pela figura da vigilante coruja, presente ainda hoje nos comerciais do sabão em pó. A abordagem já deu muito certo e até hoje criou uma barreira muito forte aos concorrentes, pois Omo enfatiza muito mais o resultado do que a própria lavagem.

sábado, 28 de junho de 2008

Futebol Brasileiro

Cruzeiro x São Paulo
Henrique Ribeiro* Classico tem media de 22 mil torcedores em Belo Horizonte A relação completa de todos os públicos Resumo estatístico do confronto O classico Jogo a Jogo Clique aqui:
*Henrique Ribeiro é Jornalista e Historiador
Quadrangular de Belo Horizonte, ano: 1952

De acordo com o ALMANAQUE DO CRUZEIRO, de autoria do jornalista Henrique Ribeiro, o nome do torneio em questão foi Torneio José de Paula Júnior.

*Alexandre Berwanger é Historiador

Roberto Dinamite é eleito presidente do Vasco

Maior artilheiro da história do Vasco vence eleição contra Amadeu Pinto da Rocha e põe fim à Era Eurico Miranda na Colina
Roberto Dinamite é o novo presidente do Vasco, encerrando mais de duas décadas de domínio de Eurico Miranda e de seu grupo político no clube. Sua chapa teve 140 votos, contra 103 da liderada pelo situacionista Amadeu Pinto da Rocha, apoiado por Eurico. O maior artilheiro da história do Vasco vai comandar o clube por três anos a partir do dia 1º de julho. - O Vasco é grande demais e merece ser respeitado e tratado com o maior carinho. É o momento em que as pessoas que gostam do clube se unam a nós e contribuam para que o Vasco volte a ser forte e campeão - foram as primeiras palavras dele como presidente eleito. Depois, ele fez um pronunciamento aos torcedores pedindo a união e respeito. - Joguei 20 anos no Vasco e sempre tratei todos com muito respeito. O Vasco tem que ser uma equipe campeã, mas não só em campo. Também fora, com respeito a todos. Era a vontade dos torcedores de todo o Brasil. É uma grande responsabilidade. A vitória não é só minha. É uma conquista da nossa chapa, que representa de 10 a 20 milhões de torcedores. - disse. E puxou o grito tradicional: - Casaca, casaca, casaca. A turma é boa, é mesmo da fuzarca. Vasco! Vasco! Vasco!
Fonte: G1

sexta-feira, 27 de junho de 2008

Grupo Estado pode ter sido vendido Informações de "bastidores", publicadas no dia 26 de junho no site do colunista social Giba Um, revelam que o jornal O Estado de S.Paulo e demais veículos do Grupo Estado (Rádios Eldorado AM/FM e TV Eldorado, atualmente retransmissoras da TV Aparecida para a Grande São Paulo e da TV Cultura para São Luiz-MA) já teriam sido vendidos para as Organizações Globo, do Rio de Janeiro.Será? Cada um dos seis principais integrantes da família Mesquita receberiam R$ 90 milhões e o Grupo Estado teria se comprometido a deixar o passivo trabalhista zerado (as demissões já começaram, a partir dos jornalistas mais veteranos e de maiores salários). Antes, o Grupo Estado conversou com os grupos Folha e Abril: não quer ser acusado de monopólio e enfrentar uma guerra. O Jornal da Tarde seria fechado para não conflitar com o Diário de S.Paulo. E um detalhe: há meses, Ricardo Gandour, que dirigia o Diário de S.Paulo transferiu-se para o Estadão.Isso pode significar que o Sistema Globo de Rádio poderá, brevemente, realizar seu antigo desejo de possuir mais uma emissora FM em São Paulo, para disputar o segmento popular. FONTE: Giba Um Colaboração: Fabiano Souza

Rádio Globo Brasil

A Rádio Globo Brasil lança nesta terça-feira, 1º de julho, a newsletter “Rádio Globo Já!”, que será enviada diariamente por e-mail a ouvintes com o link para os principais produtos da emissora – notícias, entrevistas, boletins, gols, orações, horóscopo, receitas, fofocas e muito mais da programação que vai ao ar nas 30 emissoras que integram a rede. A “Rádio Globo Já!” será enviada por e-mail cinco dias por semana (segunda a sexta), por volta das 13h, com os destaques da programação matutina do dia e outros da tarde-noite do dia anterior. Caso, por exemplo, dos gols dos campeonatos – os ouvintes receberão gols dos jogos da véspera, nas vozes de narradores de renome do Rádio como José Carlos Araújo, no Rio, e Oscar Ulisses, em São Paulo. Para se cadastrar, fácil, rápido e gratuitamente, basta acessar o site da emissora – http://www.radioglobo.com.br/ – a partir de 1º de julho e clicar no selo Rádio Globo Já. Terão presença constante no lote de três a cinco links a serem enviados diariamente quadros dos programas “Show do Antonio Carlos”, “Momento de Fé”, apresentado pelo Padre Marcelo Rossi e campeão de audiência no Rádio brasileiro, e “Manhã da Globo”, edições de Rio, São Paulo e Belo Horizonte, apresentados respectivamente por Loureiro Neto, Laércio Maciel e Paulo Roberto. Outro destaque é o “Com a palavra, o professor Pasquale”, um dos recordistas de e-mails recebidos pela emissora.Na rotina da “Rádio Globo Já!”, haverá diariamente ao meio-dia uma reunião do núcleo de jornalismo da emissora com a equipe da Unidade Digital (UD), setor responsável pela edição do material que foi ao ar que será enviado por e-mail aos ouvintes, para a definição dos assuntos e quadros mais interessantes do dia. A rotina inclui ainda a participação dos produtores dos programas, que enviam diariamente para o jornalismo e para a UD o relatório detalhado de tudo o que foi ao ar, o que acelera o processo de edição e envio.Além de editorial, a “Rádio Globo Já!” será um projeto comercial da emissora, permitindo que anunciantes estampem sua marca nos milhares de e-mails que serão enviados diariamente para os assinantes. O Sistema Globo de Rádio já possui uma newsletter, em formato semelhante: o CBN Express, que conta com cerca de 100 mil assinantes que recebem via e-mail o resumo das principais notícias do dia e o link dos boletins dos comentaristas da emissora. FONTE: Sistema Globo de Rádio

Grupo Estado

PDV do Grupo Estado pode ser primeiro passo para venda do Estadão

Da Redação Embora o Grupo Estado diga que as informações sobre a venda de O Estado de S. Paulo sejam infundadas, funcionários do jornal vêem o Programa de Demissão Voluntária anunciado esta semana como uma forma de sanear dívidas e resolver possíveis problemas trabalhistas para o futuro comprador. Alguns profissionais que estão assinando o PDV estão sendo contratados como Pessoa Jurídica. Pelo menos 15 pessoas já foram demitidas, entre eles Milton da Rocha Filho (editor de Geral da Agência Estado), Osvaldo Faustino e Paulo Zulino (ambos da escuta), Cosme Rímoli (repórter do Jornal da Tarde), Heleni Felippe (Esportes do Estadão) e no mínimo sete da Diagramação. Uma das preocupações dos funcionários é com o futuro do Jornal da Tarde, já que, se a Infoglobo comprar o Estadão, teria um jornal, o Diário de S. Paulo, na mesma linha do JT. Leia também: Infoglobo está analisando oportunidade de compra do Estado de S. Paulo

Fonte: http://www.comunique-se.com.br/

Pedalando Pelo Rio Paraíba do Sul

O Projeto "Pedalando Pelo Rio Paraíba do Sul" está percorrendo as margens deste importante rio por três estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em aproximadamente trinta dias os ciclistas devem percorrer os 1.180Km entre a nascente na Serra da Bocaina, em São Paulo até a sua foz em Atafona, no litoral de São João da Barra-RJ. O Projeto "Pedalando pelo Rio Paraíba do Sul"está visitando várias represas e estações de tratamento que se encontram ao longo do rio, e registrando como vivem os moradores ribeirinhos e como o rio influencia na vida e cultura dessas pessoas. A equipe é composta por dois ciclistas miracemenses: André Alvim e Jorge Pereira. André e Jorge fizeram recentemente duas cicloviagens : uma pelo noroeste do Estado do Rio de Janeiro e Zona da Mata Mineira (2006) e o contorno do Parque Nacional do Caparaó e a subida ao Pico da Bandeira, contornando o parque pelo Espírito Santo e subindo o pico pelo lado mineiro (2007). André cuida da navegação e logística do Projeto. Jorge Pereira é ciclista há muitos anos e já participou de várias corridas na região noroeste fluminense.

Operação "De volta para Pasárgada"

STJ nega liberdade a Carlos Alberto Bejani Ex-prefeito de Juiz de Fora está preso desde o dia 12 deste mês. Ele é acusado pela PF de fraudar Fundo de Participação dos Municípios.
O ex-prefeito de Juiz de Fora Carlos Alberto Bejani, que renunciou ao cargo após ser preso pela Polícia Federal pela segunda vez no dia 12 deste mês, teve o pedido de soltura negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) nesta quinta-feira (26). Bejani ainda pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-prefeito foi preso pela primeira vez no dia 9 de abril durante a Operação Pasárgada, da PF, e ficou 14 dias na prisão por ter sido detido em flagrante por porte ilegal de arma. Na casa dele, a PF encontrou arma, munição e R$ 1,2 milhão em dinheiro. No dia 12, durante a operação De Volta para Pasárgada, a PF voltou a prender Bejani por ter supostamente descoberto que o dinheiro apreendido tinha origem ilícita. Bejani negou e disse que o dinheiro era proveniente da venda de uma fazenda. Bejani foi indiciado pela PF e responde, segundo o STJ, a acusações de ameaça, formação de quadrilha ou bando, falsidade ideológica, peculato, concussão, corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa, fraude em licitação e lavagem de dinheiro. De acordo com decisão do STJ, há motivos suficientes para manter a prisão e o material apreendido pela PF mostra "indícios fortíssimos de autoria das condutas ilícitas". Na semana passada, o G1 havia apresentado o voto do relator do habeas corpus, que pedia para que Bejani continuasse preso por conta de uma suposta ameaça à testemunha do processo.
Fonte: G1

Perigo nas estradas

Morte de ciclistas chama atenção para risco nas BRs Renata Brum - repórter Os atropelamentos e acidentes fatais envolvendo ciclistas nas rodovias federais da região vêm chamando a atenção das autoridades. Só nos primeiros sete dias deste mês, três homens morreram depois de serem atingidos por veículos na BR-040. O número de acidentes é o mesmo que o registrado durante os cinco primeiros meses do ano. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de 1º de janeiro a 31 de maio, foram três vítimas, mas nenhuma morte. Já em junho, até o dia 7, todas as três ocorrências resultaram em óbito. Na BR-267, dois outros ciclistas foram atropelados. Para a PRF, entretanto, pode haver subnotificação. “O índice de mortes pode ser maior já que só registramos as mortes que acontecem no local do acidente. Muitas vezes, as vítimas ficam gravemente feridas e são levadas vivas para hospitais, entretanto, acabam não resistindo”, comenta o inspetor da PRF, Wallace Wischansky. O policial ainda revela que a maioria dos casos está relacionada à imprudência e à desatenção das vítimas. “Quase a totalidade dos casos está ligada à irresponsabilidade dos condutores das bicicletas. Há muitos abusos. Deveriam evitar rodar pelas rodovias à noite. Os motoristas só enxergam a bicicleta quando estão muito próximas, principalmente porque a maioria não possui sinalizações refletivas. Na BR-267, então, onde não há acostamento e a pista é estreita para os veículos, as pessoas não deveriam se arriscar, seja caminhando ou andando de bicicleta.” Noite e neblina são vilões nas estradas Para o presidente do Clube do Pedal, Luiz Fernando Cigani, os ciclistas devem investir em segurança. Além dos refletores traseiros e nos pedais, exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os condutores de bicicleta devem utilizar faixas refletivas, faróis e pisca-pisca, sobretudo nos períodos da noite e da manhã, quando a neblina atrapalha a visibilidade. Dos três acidentes fatais registrados este mês, dois aconteceram à noite e um no início da manhã. No sábado, dia 7, um homem, de 42 anos, morreu depois do choque entre sua bicicleta e um automóvel, no km 749, na altura do município de Santos Dumont. Na batida, o condutor do carro saiu ileso, mas o ciclista sofreu ferimentos graves e não resistiu. Quatro dias antes, o acidente ocorreu por volta das 18h30, no km 790, em frente ao Expominas. Segundo a PRF, a vítima, de 40 anos, transitava próxima à mureta que separa as pistas e não no acostamento, local mais indicado. Ele foi atingido por um Chrysler Classic, e arremessado a cerca de 50 metros. Embora o Resgate tenha sido chamado, o óbito foi constatado no local. No dia 2, outro ciclista morreu também na BR-040, na altura de Alfredo Vasconcelos, a cerca de cem quilômetros de Juiz de Fora. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um gerente de compras, de 28 anos, seguia em seu Palio, de Belo Horizonte, para Juiz de Fora. Às 6h40, ele estava no km 693,8 quando teria perdido o controle do veículo, que atravessou a contramão da via e atingiu a bicicleta conduzida pela vítima. O ciclista morreu no local. Regulamentação Luiz Fernando Cigani enfatiza a necessidade de conscientização dos ciclistas, por meio de campanhas municipais e da regulamentaçãoJF deve receber novos bafômetros até agosto das leis voltadas para a categoria. “O Código de Trânsito Brasileiro desde 1998 permite que o ciclista trafegue por rodovias. Então, seria prudente regulamentar a lei para que a sinalização e equipamentos de segurança fossem cobrados efetivamente, garantindo a segurança dos ciclistas.” O inspetor da PRF, Wallace Wischansky, aponta a necessidade de regulamentação. “A lei existe, mas não sabemos como agir para aplicar penalidades.” Luiz Fernando Cigani considera fundamental a afixação de placas sobre a presença de ciclistas na pista. Os dispositivos deveriam ser implantados nas margens das rodovias. “Na nossa região não há placas assim. Nas proximidades de Petropólis, este tipo de sinalização é comum.” Como ficar em segurança - Evite pedalar por estradas muito movimentadas - Utilize sempre o acostamento, quando houver, e, em casos de estradas sem acostamento, utilize-se do bordo da lateral da via - Respeitar as regras de trânsito também é imprescindível para a segurança do ciclista - Pedale sempre na mão de direção - Use na bicicleta os equipamentos refletivos e de sinalização, como faróis, faixas e pisca-pisca- Utilize capacete - Porte também um documento de identificação pessoal e, em casos de viagens, uma pequena quantia, suficiente, em dinheiro, para emergências - Faça sempre a revisão completa da bicicleta, porte uma câmara de ar reserva e pequenas ferramentas para sua manutenção, se necessário. Revise a corrente, freios e o estado geral da bicicleta Fonte: Tribuna de Minas

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Corrupção o câncer do país

Ataíde Lemos*
Muitas vezes o cidadão comum fica se perguntando: Como que o governo arrecada tanto imposto e parece nunca se satisfazer? O brasileiro trabalha mais de quatro meses somente para pagar impostos e a saúde anda mal, educação de péssima qualidade, faltam recursos para segurança, moradia, etc., etc...
Hoje na verdade, a sociedade tornou-se escrava do Estado, uma escravidão moderna, onde o cidadão trabalha, produz as riquezas e dá para seu “Senhor Estado”. Por uma taxa de impostos muito menor os brasileiros se rebelaram contra Portugal. Hoje tornamos escravos de nós mesmo por ser indiferente à política e não se interessando pelo que fazem nossos governantes.
Pois bem, porque quanto mais o país, estado, município arrecada, mais faltam recursos? Isto se deve por um fator único que se chama corrupção do Estado, isto é, na maioria dos municípios, estados e governo federal a corrupção é deslavada. Enfim, parte de nossos governantes e seus diretores de vários escalões nos roubam descaradamente.
Há inúmeras maneiras de corrupção e gostaria de colocar uma delas para entendermos um pouco. Vou descrever como ocorre a corrupção em licitações públicas.
Primeiramente o executivo nomeia um diretor de licitação de sua confiança e que seja propicio à corrupção, a partir daí, inicia uma estrutura para que possa construir um organograma para que todo o desvio de recursos seja feito dentro da lei.
O primeiro passo é ter alguém que se disponha a ser o laranja (pessoa a qual será usada para a corrupção). Pois bem, a partir deste encontrado, cria-se uma empresa a qual será fornecedora dos órgãos públicos, participando de licitações onde o esquema já está planejado.
Como há muita burocracia para aqueles que participam de licitações, isto torna-se um facilitador, pois, grande parte de empresas que participam de licitações públicas por desleixo, falta de conhecimento, ou falhas de seus contadores acabam não apresentando todos os documentos exigidos em tempo hábeis No entanto, a empresa laranja está com toda documentação em dia.
Como foi colocado acima, quando se abre as licitações muitas empresas são descartadas por falta de apresentação de documentos; outras são descartadas por alguma outra situação criada pelo corruptor e assim, o esquema acontece até que finalmente a empresa laranja seja a contemplada, sobrando à empresa laranja de preços já subfaturados, que na maioria das vezes, são apenas escritórios de compra e venda. A partir de solicitações do poder público, a laranja faz cotação no mercado fazendo apenas transações de notas e encaminhando a compra ao fornecedor (prefeitura, estado ou município). Enfim, a diferença entre a compra e o valor ganho pela licitação é rateada entre os envolvidos no esquema – é comum muitas vezes nem o produto ou serviço licitado ser entregue ou prestado, mas apresentação de notas fiscais comprovando a transações.
Outro esquema comum de corrupção que ocorre da mesma forma, é a terceirização de veículos de transporte. São comuns muitas empresas ganhadoras não terem sequer um veículo, apenas possuindo uma empresa de transporte legalizada em nome de laranjas, que após ganho licitação contratam empresas as quais foi sua concorrente com preços totalmente abaixo; não do mercado, mas sim licitado. Enfim, é por isso que quanto mais o país arrecada, não se consegue ver melhoria de qualidade de vida da população.
Citei dois exemplos clássicos de corrupção, imaginamos tantas outras formas de corrupções há como, por exemplo, as que estão ocorrendo em Organizações não governamentais criadas com estes fins? E isto ocorrendo em todos os órgãos públicos e em todas as esferas de governo.
*Ataíde Lemos é Escritor e Poeta
Livros publicados:
Drogas Um Vale Escuro e Grande Desafio para Família
O Amor Vence as Drogas
Livro de poesia:
Palavras Expressão dos Sentimentos

Taça Libertadores 2008

Decepção!!!!
Uma ducha de água fria nas pretensões do Fluminense. Essa pode ser a melhor definição do que foi a primeira partida da decisão da Libertadores. Nesta quarta-feira, a LDU precisou de apenas 45 minutos para abrir boa vantagem e vencer o Fluminense por 4 a 2. Como o gol fora de casa não é mais critério, o time do técnico Renato Gaúcho precisa ganhar o jogo de volta por 3 gols de diferença para ser o campeão e entrar para a história.
FICHA TÉCNICA: LDU 4 X 2 FLUMINENSE Estádio: Casa Blanca, Quito (EQU)Data/hora: 25/6/2008 - 21h30min (de Brasília)Árbitro: Carlos Chandía (CHI)Auxiliares: Enrique Osses (CHI) e Cristian Julio (CHI) Renda/público: Não divulgados Cartões amarelos: Vera, Bieler, Araujo (LDU); Luiz Alberto, Ygor (FLU)
GOLS: Bieler, 2'/1ºT (1-0); Conca, 11'/1ºT (1-1); Guerrón, 28'/1ºT (2-1); Bolaños, 32'/1ºT (3-1); Urrutia, 45'/1ºT (4-1); Thiago Neves, 6'/2ºT (4-2) LDU: Cevallos, Calle, Araujo e Campos; Guerrón, Vera, Urrutia, Manso (William Araujo, 28'/2ºT), Ambrossi e Bolaños; Bieler (Delgado, 35'/2ºT). Técnico: Edgardo Bauza. FLUMINENSE: Fernando Henrique, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Junior Cesar; Ygor, Arouca (Maurício, 21'/2ºT), Cícero, Conca e Thiago Neves (Roger, 44'/2ºT); Washington (Dodô, 26'/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho
Fonte: Lancenet

Campeonato Brasileiro da Série C 2008

Tupi perde de 2 a 1 para o Botafogo no Rio Juliana Duarte
Enviada especial
Rio - Em uma partida bastante disputada, o Tupi perdeu para o Botafogo por 2 a 1 em jogo-treino realizado ontem, no campo anexo do Engenhão. Os gols do Alvinegro carioca foram marcados por Vanderlei, de pênalti, e Túlio Souza. Allan descontou para o Carijó. Apesar do placar adverso, o técnico juizforano, Toninho Moura, voltou para casa satisfeito com a atuação da equipe.
O Botafogo entrou em campo com time reserva, formado por Marcos Leandro; Túlio Souza, Bruno Costa, Edson e Luciano Almeida (Triguinho); Thiaguinho, Eduardo, Abedi (Adriano Felício) e Lucas Silva (Marcelinho); Fábio (Alexsandro) e Vanderlei (Jorge Henrique).
Já o Tupi veio com a equipe que tem sido escalada por Toninho nos últimos treinos, mas que ainda deverá sofrer alterações antes da estréia no Brasileirão da Série C, dia 6 de julho. O Carijó jogou com: Marcelo (Alan Faria); Marcel (Serginho), Fernando, Sidnei e Henrique (Jorginho/Daniel); Lucas (Darlan), Caetano (Robson), Roniclei (Luizinho) e Marquinhos Alagoano (Léo Salino); Allan e Ademilson (Índio).
No primeiro tempo, o Tupi conseguiu tocar bem a bola e criar algumas oportunidades de gol, mas sem eficiência para abrir o placar. Foi o adversário quem marcou primeiro, aos 25 minutos, com Vanderlei, após um pênalti duvidoso do volante Lucas em Abedi. Apesar de o jogo ser amistoso, as duas equipes estavam empenhadas e chegaram a discutir com o juiz e fazer faltas duras em alguns momentos.
Após o intervalo, o Botafogo não demorou a ampliar, marcando logo aos 4 minutos, com Túlio Souza mandando uma bomba de fora da área. Em desvantagem, o Tupi criou algumas chances e perdeu todas, até que, aos 19 minutos, Allan recebeu lançamento na intermediária chegou sozinho na cara do gol e chutou fraco para defesa parcial do goleiro Marcos Leandro. No rebote, ele mesmo descontou.
No final, o técnico Toninho Dutra elogiou a atuação do Tupi. "Sabíamos que seria mais difícil que com o Cruzeiro. Mas o time se comportou muito bem", analisou.
Sábado, o Tupi fará seu último jogo-treino antes da estréia na Série C, contra o Sendas, da Segunda Divisão do Rio, na capital fluminense.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Taça Libertadores 2008

Fluminense inicia a caminhada para a glória Tricolor começa a batalha pelo título mais importante da história LDU X FLUMINENSE Estádio: Casa Blanca, Quito (EQU) Data/hora: 25/6/2008 - 21h30min (de Brasília) Árbitro: Carlos Chandía (CHI), Auxiliares: Enrique Osses (CHI) e Cristian Julio (SP) - LDU: Cevallos, Calle, N. Araujo e Campos; Guerrón, Vera, Urrutia, Ambrossi e Bolaños; Manso e Bieler. Técnico: Edgardo Bauza. - Fluminense: Fernando Henrique, Gabriel, Thiago Silva, Luiz Alberto e Júnior César; Ygor, Arouca, Cícero, Dario Conca e Thiago Neves; Washington. Técnico: Renato Gaúcho

Morre em São Paulo a ex-primeira-dama Ruth Cardoso

A ex-primeira-dama Ruth Cardoso, de 77 anos, morreu nesta terça-feira, às 20h40, no apartamento da família, no bairro de Higienópolis, em São Paulo. Um enfarte fulminante foi apontado pelos médicos como a causa da morte. Ruth Cardoso tinha problemas cardíacos há mais de dez anos e já havia passado por duas cirurgias para a implantação de stents - próteses metálicas colocadas no interior das artérias coronarianas para a desobstrução do fluxo sanguíneo.

Segundo a assessoria do PSDB, o velório será realizado na Sala São Paulo, no bairro da Luz, centro de São Paulo.A ex-primeira-dama foi internada na última quinta-feira no Hospital Sírio Libanês com fortes dores no peito que foram diagnosticadas como uma crise de angina - falta de irrigação sanguínea nos músculos cardíacos. Ruth permaneceu internada até segunda-feira de manhã, quando recebeu alta.No mesmo dia foi internada no Hospital do Rim e Hipertensão (ligado ao Hospital São Paulo, da Universidade Federal de São Paulo), na rua Borges Lagoa, zona sul de São Paulo, onde passou por um cateterismo - procedimento invasivo para diagnosticar ou corrigir problemas cardíacos. Dessa vez, passou menos de 24 horas internada e foi liberada pelos médicos para ir para casa.

Segundo o cardiologista Arthur Beltrame, médico que fazia o acompanhamento da ex-primeira-dama, o procedimento foi considerado “bem sucedido” pela equipe clínica. “Ela tinha problemas coronarianos há mais de seis anos e hoje teve uma morte súbita”, afirma. Beltrame explica que não havia motivos para mantê-la internada. “O cateterismo foi considerado normal e os médicos estavam contentes com o resultado. No entanto, a Medicina não é uma ciência exata, não é onipotente”, afirma.Em nota do Hospital do Rim e Hipertensão, lida em frente ao prédio da família, os médicos afirmam que o problema arterial encontrado durante o cateterismo é o mesmo que já havia sido diagnosticado em 2004. De acordo com a nota, Ruth teve uma forte arritmia cardíaca antes de morrer. O comunicado é assinado pelos cardiologistas do Hospital do Rim e Hipertensão e da Unifesp, Arthur Beltrame, Valter Lima e Edson Stefanini.

Ruth Cardoso tinha um histórico de problemas cardíacos. Em 1998, ainda como primeira-dama, foi levada ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília, mais uma vez com uma crise causada por uma arritmia cardíaca. Na ocasião, o mal estar foi atribuído ao clima quente e seco do Distrito Federal.O governador de São Paulo, José Serra, decretou luto oficial de três dias. Leia também: Lula diz que morte de Ruth Cardoso é perda para o país PSDB cancela sessão solene no Congresso Livros de Ruth Cardoso viraram referência Presidente do TSE lamenta morte de ex-primeira-dama Ruth Cardoso teve vida acadêmica marcante

terça-feira, 24 de junho de 2008

Campeonato Mineiro Segunda Divisão

Primeira Convocação para Conselho Técnico
O Presidente da Federação Mineira de Futebol, no uso de suas atribuições legais e, de conformidade com o disposto no Artigo 59 do Estatuto da Entidade em vigor; RESOLVE:
Convocar o Presidente ou seu Representante devidamente credenciado das associações abaixo relacionadas, para reunião do Conselho Técnico do Campeonato da Segunda Divisão de Profissionais, a realizar-se no dia 30.06.2008 - (segunda-feira) as 14:00 horas, na sede da Federação Mineira de Futebol, nesta ci
dade de Belo Horizonte/MG, à Avenida Barbacena 473 - Barro Preto, no salão de Reuniões do Tribunal de Justiça Desportiva, para deliberar sobre o Campeonato acima citado, temporada de 2008, na forma do Parágrafo 2° do Artigo 59 do Estatuto, o não comparecimento implicará na desistência da disputa:
América Futebol Clube (Teófilo Otoni),
América Futebol Clube de Alfenas (Alfenas),
Arsenal Atividades Desportivas Sport Club (Sabará),
Associação Atlética Tupy (Janaúba),
Associação Esportiva Ituiutabana (Ituiutaba),
Associação Recreativa Sul Mineiro (Pouso Alegre),
Clube Esportivo de Futebol (Passos),
Esporte Clube Ribeiro Junqueira (Leopoldina),
Esporte Clube Sul Minas (Pouso Alegre),
Fabriciano Futebol Clube Ltda (Coronel Fabriciano),
Fabril Esporte Clube (Lavras),
Figueirense Esporte Clube (São João Del Rei),
Fluminense Futebol Clube (Araguari),
Funorte Esporte Clube (Montes Claros),
Guarani Futebol Clube (Pouso Alegre),
Independente Atlético Clube (Uberaba),
Jacutinga Atlético Clube (Jacutinga),
Montes Claros Futebol Clube Ltda (Montes Claros),
Nacional Atlético Clube (Muriaé),
Nacional Futebol Clube (Uberaba),
Olimpic Clube (Barbacena),
Pirapora Futebol Clube (Pirapora),
Pouso Alegre Futebol Clube (Pouso Alegre),
Santarritense Futebol Clube (Santa Rita do Sapucaí),
Sociedade Esportiva Guaxupe (Guaxupé),
Sport Clube Juiz de Fora (Juiz de Fora),
Trespontano Atlético Clube (Três Pontas),
União Esporte Clube (Paracatu),
Varginha Esporte Clube (Varginha),
Venda Nova Futebol Clube (Belo Horizonte) OBS.: Somente terão assento ao Conselho Técnico referenciado as associações que tenham protocolado até o dia anterior da reunião as seguintes documentações:
A) - Laudo de vistoria do estádio, atualizado, expedido pela Policia Militar, Corpo de Bombeiro, Sanitarista e Engenheiro Civil;
B)Comprovação de quitação com a Justiça Desportiva e
C) - Comprovação de estar em dia com suas obrigações perante a Tesouraria da Federação Mineira de Futebol. Anote-se, Afixe-se, Registre-se e Cumpra-se
Belo Horizonte, 22 de junho de 2008 PAULO S. M. SCHETTINO
Presidente da Federação Mineira de Futebol

Villa Nova vive clima de emoção na semana do centenário

Wagner Augusto* Em contagem regressiva para celebrar o transcurso do aniversário de 100 anos de fundação, no sábado 28, o glorioso Leão do Bonfim comemora fora de campo e trabalha forte dentro das quatro linhas, com o time júnior se preparando para a decisão da VII Copa Integração, no domingo 29. No âmbito dos festejos, terá início hoje a exposição de fotos antigas e históricas do Villa Nova. A exposição, uma iniciativa do clube em parceria com a Prefeitura Municipal de Nova Lima, será aberta às 20h, na Casa Aristides, localizada na Praça Coronel Aristides, no Centro do Município. Cerca de 1.000 fotografias estarão à mostra, abarcando o período histórico que vai de 1908 até os dias atuais. Enquanto isso, no Estádio Municipal Castor Cifuentes, o técnico Sérgio Araújo começa a armar o "Leãozinho" para a grande Final da Copa Integração, que acontecerá no próximo domingo, às 15h, no Estádio da Frimisa, em Santa Luzia. O Villa Nova terá pela frente o América, numa partida que vai reviver um dois maiores clássicos do futebol mineiro. O Leão busca o bicampeonato da competição, pois foi o grande vencedor em 2005, ao derrotar o Cruzeiro por 1x0 na decisão realizada em Itaúna. O Coelho lutará pelo seu primeiro título da Copa Integração.
*Wagner Augusto é Jornalista

E.C.Ribeiro Junqueira - Leopoldina MG

Wilson Rodrigues, técnico do E.C. Ribeiro Junqueira, retornou de Portugal motivado pelo resultado das reuniões com a diretoria do Sport Lisboa e Benfica, onde foi apresentado o cumprimento das exigências para a consolidação dessa histórica parceria, que mudaria o rumo esportivo da nossa cidade e região, criando oportunidades para jovens talentos. Algumas tarefas foram designadas ao nosso representante junto ao clube Português e a diretoria do R.J. já está empenhada nesse processo. Acreditamos que em muito breve estaremos noticiando um fato de relevante grandeza para o futebol mineiro. Assim trabalha a diretoria do Esporte Clube Ribeiro Junqueira, com profissionalismo e seriedade. Fonte: http://www.ribeirojunqueira.com.br/

Contribuição Social para Saúde e as eleições

Ataíde Lemos* Dizem que o pior cego é aquele que vê e não quer enxergar. Há certas situações que nos deixa sem comentários. A nova é que realmente o governo diz com todas as letras que o brasileiro é ignorante e totalmente manipulado eleitoralmente. Enfim, trata o eleitor como alguém alienado. Sabendo dos riscos eleitorais de uma derrota esmagadora nas urnas neste pleito, devido a votação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) – a CPMF noutra sigla – o governo manipula para adiar a votação após as eleições. Enfim, deixa passar a eleição e ai com tranqüilidade manipula os parlamentares que, depois de garantido nas urnas cravam a espada no coração de seus eleitores. Parece cômico se não fosse cruel e maquiavélico tal estratégia. O executivo já antecipa aos eleitores quais serão seus atos após as eleições. Será que nós eleitores somos tão tapados e sem cidadania a ponto de após o anunciado sermos capazes de votar nestes candidatos em que seus partidos apóiam o governo federal? As eleições municipais são distintas das gerais, no entanto, o governo conseguiu algo interessante – que somente este governo é capaz de fazer, por ser um governo trapalhão – dar munição e argumentos para sua própria derrota. Este assunto CSS será o foco das campanhas eleitorais municipais nas grandes cidades. Vejamos bem qual a estratégia do governo: primeiramente se acontecer que na votação a CSS seja aprovada sua base de sustentação ficará exposta e assim, saíra derrotada nas urnas, e pode ocorrer o contrario, os parlamentares pressionados pelas eleições votem pela não aprovação. Para os eleitores manda o seguinte recado: vocês são idiotas, não sabem votar, pois logo após as eleições vamos aprovar uma Lei que cria mais impostos. Infelizmente o tiro já saiu pela culatra e agora só depende a exploração da oposição, levando a sociedade entender o que o governo disse indiretamente aos eleitores quando propõe adiar a votação da CSS para após as eleições. Hoje o governo está numa encruzilhada, não sabe se é melhor amargar uma derrota na votação da CSS colocando-a para ser votada antes das eleições, tendo que enfrentar o desgaste da oposição que explorará em demasia ou, realmente dar prosseguidade em sua estratégia que é adiar amargando uma derrota grande nas urnas. A ambição muitas vezes leva a derrota. O governo não pára de bater recordes de arrecadação. Tudo que o CPMF arrecadaria em um ano devido o crescimento da economia, as alíquotas que aumentou ainda não se satisfez, parece ser insuficiente devido à gastança. Quanto mais se arrecada, mais se gasta ai não há dinheiro que chegue. Pois bem, o problema da crise da saúde não está na falta de recursos, mas no mau gerenciamento e a sociedade não pode ficar cada vez mais refém e aceitando que o governo continue gastando como vem ocorrendo. Se o governo é um mau administrador, ou se tira os recursos para que obrigue a fazer economia ou ele precisa sair. Enfim, o governo calculou mal, sua teimosia em enfrentar a oposição por não ter aceitado a derrota quando o senado enterrou a CPMF, agora pode amargar uma derrota tanto em não ser aprovado a CSS, como sofrerá derrota também, eleitoral. *Ataíde Lemos é Escritor e Poeta

Fluminen F.C.

'Eu estou satisfeito de não ter morrido ainda', diz Pedro Bial

Bernardo Pombo - O Globo Online e Luciano Terra - Extra Online

RIO - Na próxima quarta-feira, milhões de tricolores perderão as unhas diante do nervosismo proporcionado pela primeira final da Libertadores. O Fluminense terá pela frente a LDU, do Equador, e muitos torcedores não escondem a ansiedade pela primeira partida da decisão. Um deles é o jornalista e apresentador Pedro Bial, que do alto da sua paixão clubística revela uma ansiedade de perder o fôlego: "Eu estou satisfeito de não ter morrido ainda". Para Bial, o time do Fluminense é composto por grandes jogadores, sendo que o melhor é o zagueiro selecionável Thiago Silva. "Talvez só daqui a 50 anos apareça no Fluminense um outro jogador como ele". Com vocês, Pedro Bial.

- Em menos de 10 anos, o Fluminense saiu da Terceira Divisão e chegou à decisão da Libertadores. Como você tem vivido esse momento?

- Eu estou satisfeito de não ter morrido ainda. Eu costumo dizer que se eu morrer num jogo como esse (da Libertadores), eu morro feliz. Essa história de recuperação em 10 anos é muito bonita, vivo intensamente. Qualquer resquício de jornalista, isenção, procura de objetividade, eu esqueço. Sou um torcedor apaixonado e me comporto como tal. A história até agora é muito bonita, mas só acaba quando termina.

" O Fluminense é a minha religião "

- Esses jogos eletrizantes do Fluminense alteram a sua rotina de alguma maneira?

- Depois dos jogos eu tenho dificuldade para dormir. Sempre vejo o vídeo-tape do jogo às 2h30 para assimilar de vez o que vivi no estádio. Não chego a alterar a minha rotina porque tenho meus compromissos, mas costumo adaptá-la para não faltar com os compromissos religiosos. O Fluminense é a minha religião.

- Quem é o melhor jogador do Fluminense atualmente?

- Thiago Silva. Talvez só daqui a 50 anos apareça no Fluminense um outro jogador como ele. É realmente fora de série. Existem outros craques. Temos o luxo de ter o Dodô no banco, o Conca que é extraordinário, o Thiago Neves que pode vir a ser um craque. Gosto muito do Gabriel. Acho muito bacana esse desejo estético, ele não faz nada que não tenha muita categoria. O Luiz Alberto cresceu muito. O Junior Cesar tem um fôlego inacreditável. Amo o Arouca. Temos um patinho feio, mas que pela entrega temos que apoiar que é o Ygor. O Washington tem uma história linda de superação. E não poderia esquecer do melhor jogador da Libertadores até agora. O Fernando Henrique ganhou maturidade, hoje é um grande goleiro. É um dos grandes nomes dessa campanha histórica.

- Qual é a melhor tática para o Fluminense nesse primeiro jogo da final em Quito?

- Primeiro a torcida não deve ter a expectativa de ver um jogo bonito. O jogo contra o São Paulo, no Maracanã, e as duas partidas contra o Boca Juniors foram lindas. Agora vamos encarar um ferrolho e um jogo feio. É bom lembrar que a gente tomou pressão da LDU no primeiro tempo da partida de estréia, na primeira fase da Libertadores. No segundo tempo, nós demos um show e fomos garfados com aquela bola que o goleiro saiu três metros da área. Aqui eles vieram com os reservas. Não tem nada decidido. Mas acho que estamos com a cabeça no lugar. O Renato tem o grande mérito de fazer o pessoal se concentrar.

- " Talvez só daqui a 50 anos apareça no Fluminense um outro jogador como Thiago Silva "

- O que Nelson Rodrigues diria num momento como esse?

- Não me atrevo a parafrasear o Nelson Rodrigues, mas ele sempre disse que o Fluminense tem a vocação da eternidade e isso está provado.

- Se você fosse resumir a campanha do Fluminense até agora na Libertadores em um adjetivo, qual seria?

- Ainda não terminou, portanto seria inconclusa. Se for campeão, estupenda

Colaboração: Alexandre Magno Barreto Berwanger

segunda-feira, 23 de junho de 2008

1964: Esquerdas aderiram à luta armada

Heitor Reis *
"Um dos grandes mitos que assombram a cultura política brasileira é o de que as esquerdas que aderiram à luta armada e ao terrorismo queriam apenas o fim da ditadura e a democracia." (Reinaldo Azevedo em A democracia “deles”, 24/05/2008:
Diz o Millor que democracia é quando eu mando e tu obedeces. E que ditadura é exatamente o contrário!... Para melhor compreensão da realidade, devemos distinguir fatos de suposições. A única coisa que acaba com mitos é a verdade dos fatos. Assim, é a eles que vou me ater. As Forças Armadas (FA), a serviço dos grandes empresários nacionais e estadunidenses, não quiseram aplicar a lei que rege o processo democrático para impedimento do presidente da República. Vale a pena ver como se desenvolveu esta tratama, registrada na Wikipedia sob o título "Operação Tio Sam": Deram um golpe de Estado, alegando que tinham provas de que seria implantada uma ditadura de esquerda, caso não implantassem, eles próprios, uma de direita, com o fim contraditório de defender a democracia. Tanto que censuraram a mídia, fecharam o Congresso Nacional, seqüestraram, prenderam, torturaram e assassinaram, velada ou explicitamente, qualquer um que deles discordasse, julgado ou não em um rito sumário e sem direito à ampla defesa. E defendiam com o coturno na boca de quem duvidasse, que isto era democracia de fato, já que o povo brasileiro tinha ido às ruas com apoio da Igreja Católica e a supostamente justa OAB - Ordem dos Advogados do Brasil, apoiando o golpe que infrigia a legislação em vigor. Jamais devulgaram pesquisa do IBOPE que constatava ter o Jango maioria do apoio popular, datada de março de 1964.
A esquerda nunca teria tido motivo para fazer o que fez, caso as supostas provas alegadas de que Jango ia dar um golpe, fossem apresentadas nos termos da Lei nº 1.079, de 10 de abril de 1950, que define os crimes de responsabilidade e regula o respectivo processo de julgamento das maiores autoridades da Nação. Esta é a mesma lei que foi aplicada democraticamente no julgamento de Collor... Certamente os militares e seus patrões não tinham provas capazes de convencer os parlamentares de que a suposição era um fato incontestável. Em função disto a guerra das FA contra o "inimigo interno" não foi aceita como legítima e culminou, posteriormente, na indenização pecuniária de suas vítimas, ainda que não tenha sido cobrado este valor dos funcionários públicos que cometeram este crime, como prevê a legislação, defende o honorável jurista Fábio Konder Comparato. O golpe de Estado e o desrespeito à nosso frágil embrião de democracia permitiu uma reação contrária por parte de quem defendia honestamente a democracia e por parte de quem não fosse assim tão coerente. Na realidade, estavam lutando contra uma usurpação ilegal e truculenta do Estado por quem alegava, mentirosamente, estar defendendo a democracia. Se for possível provar racionalmente que a esquerda (em parte ou no todo) mentia, ela nada mais fazia além da prática adotada pelos militares e seu patrões! Por outro lado, é importante considerar que a única democracia possível é a ditadura do proletariado, por ser esta classe social, a maioria numérica e percentual e, portanto, deve ter o maior poder de decisão:
"Capitalismo é a exploração do homem pelo homem... Socialismo é exatamente o contrário!!!" (Millor Fernandes)
Mais argumentos sobre o assunto em:
"O Livro Negro do Capitalismo"
"O Livro Negro do Comunismo"
*Heitor Reis é Engenheiro Civil

Eli Corrêa fora do ar!!!

Eli Corrêa (foto), o "Homem Sorriso do Rádio", a partir de hoje (23/06) está fora do ar.
Motivo: o comunicador é candidato à vereador de São Paulo e como manda a legislação eleitoral, qualquer candidato que apresente um programa no Rádio ou na TV deve se afastar para não caracterizar propaganda política favorável. Eli só deve voltar ao ar, após o término das eleições municipais, ou seja, ficará afastado do seu programa na Rádio Capital AM (1.040 kHz - São Paulo/SP), por pouco mais de 3 meses.Com isso, algumas mudanças aconteceram na grade de programação da emissora. O programa Eli Corrêa era veiculado de segunda a sexta, em dois períodos:
Manhã: 05h30 às 08h00
Tarde: 13h00 às 16h00
Aos sábados: 05h30 às 09h00
Com a saída de Eli Corrêa, quem assumiu o horário foi o comunicador Paulo Barboza, que agora vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 05h30 às 11h00. Aos sábados, Paulo Barboza deve ir ao ar das 05h30 às 12h00. No período da tarde, quem assume o horário é o comunicador Cícero Augusto que deixou a Rádio Tupi AM (1.150 kHz - São Paulo/SP) e foi contratado pela Rádio Capital AM 1040khz para apresentar o programa das 13h00 às 16h00. Na seqüência, a programação da Rádio Capital volta ao normal com o programa da Cínthia (esposa do Eli Corrêa), das 16h00 às 17h00, de segunda à sábado. Durante o período algumas modificações na grade de programação podem acontecer, principalmente no final de semana.
O intuito, acima de tudo, é não perder o faturamento, mantendo grande nomes a frente da programação, durante esse período.
Basta agora saber se Eli Corrêa, vai conseguir ficar tanto tempo afastado do Rádio.
Vamos aguardar!!!
Obs: Eli Corrêa é o segundo na famíla que busca uma vaga no legislativo, já que Eli Corrêa Filho é Deputado Estadual por São Paulo.
Em Juiz de Fora, por "culpa" do Vereador Francisco Canalli, tem uma enxurrada de Radialistas buscando uma vaga (ou seria emprego?) na Cãmara. Alguns (poucos) bons candidatos. Outros, sem a mínima condição. É o preço da democracia. O Vereador e Radialista Canalli tem "culpa" porque alguns deles partem da premissa de que "se ele (Canalli) conseguiu, eu também posso". Pobre eleitor.

Campeonato Regional 2008

Com um gol do zagueiro Tim Paraguaio (ex-Tupi), no segundo tempo, o 15 de Novembro FC, de Rio Novo, ganhou do Nagoya AC (Juiz de Fora) por 1 a 0 e conquistou a Copa Alterosa de Futebol Regional 2008, a mais importante competição da Zona da Mata, Vertentes e Mantiqueira. Com a presença de mais de duas mil pessoas o 15 de Novembro garantiu o título inédito de campeão regional neste novo século. O árbitro foi Sérgio Luiz Avelino, da Federação Mineira de Futebol. Os troféus foram entregues aos times finalistas pelo presidente do Tupi FC, Áureo Fortuna, pelo treinador do Tupi, Toninho Moura e pelo presidente da Liga de Juiz de Fora, Ricardo Wagner. A cobertura completa do evento será apresentada no Jornal da Alterosa - Edição Regional - desta segunda-feira, que vai ao ar às 11h50. A partida teve a transmissão na íntegra pelas Rádios Cataguases-AM, 550 khz (equipe de Marco Antônio Baiano) e Difusora AM 1310 khz, de São João Nepomuceno-AM (equipe de Fernando de Lélis). A TV Alterosa esteve presente na cobertura exclusiva do evento com o repórter Evandro Medeiros e com os cinegrafistas Marco Fagundes e Evandro Carvalho. Fonte: http://www.ligadefutebol.com.br/

domingo, 22 de junho de 2008

Futebol - Resultados

Eurocopa Espanha vence Itália nos pênaltis e está nas semifinais da Euro A Espanha venceu a Itália nos pênaltis por 4 a 2 neste domingo, depois de um empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, em Viena, na Áustria, em clássico pela última partida das quartas-de-final da Eurocopa. Na próxima quinta-feira, os espanhóis vão enfrentar pelas semifinais a Rússia, que eliminou a Holanda. A outra vaga na final será disputada entre Turquia e Alemanha. Campeonato Brasileiro Grêmio vence Atlético-PR com três pênaltis Flamengo vence Ipatinga e fica entre os líderes do campeonato Palmeiras faz 2 x 0 no Vasco em São Januário Goiás goleia Santos na Vila Belmiro Vitória supera o Inter no Barradão Náutico bate o Atlético-MG e volta a ficar no G-4 Fase única 7ª rodada Grêmio 3 x 0 Atlético-PR Ipatinga-MG 1 x 3 Flamengo Vasco 0 x 2 Palmeiras Santos 0 x 4 Goiás Vitória 2 x 1 Internacional Náutico 2 x 1 Atlético-MG

Fórmula 1 - GP da França

Felipe Massa vence GP da França e assume a liderança do Mundial
O brasileiro Felipe Massa venceu o GP da França, neste domingo, e assumiu a liderança do Mundial de Fórmula 1. O piloto da Ferrari superou seu companheiro Kimi Räikkönen durante a prova e foi beneficiado pelo quinto lugar do polonês Robert Kubica, que agora tem dois pontos atrás na classificação geral.
Com a terceira vitória na temporada 2008, Massa chegou a 48 pontos e abriu boa vantagem de seus concorrentes mais diretos. Räikkönen é, agora, o terceiro colocado, com 43 pontos, enquanto o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, parou nos 38.
A vitória de Massa também serviu para o Brasil quebrar um "jejum" na categoria. O último piloto nacional a liderar o Mundial de F-1 foi o tricampeão Ayrton Senna, em 1993. Massa foi ainda o segundo brasileiro a vencer na França, igualando-se a Nelson Piquet, em 1985, quando a prova era disputada no circuito de Paul Ricard.
Em Magny-Cours, Massa alcançou a vitória graças a um problema mecânico no carro de Räikkönen. Logo após concluída a metade da prova, o finlandês perdeu rendimento e permitiu a ultrapassagem de Massa, que manteve a liderança até o final.
Mesmo tendo problemas no carro durante 15 voltas, Räikkönen jamais foi ameaçado e se segurou na segunda colocação, garantindo a terceira dobradinha da Ferrari no ano. O pódio foi completado pelo italiano Jarno Trulli, que segurou a pressão do finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, no fim.
Na seqüência, Kubica, que havia virado líder do Mundial após a vitória no Canadá, há duas semanas, chegou em quinto. Completaram a zona de pontuação o australiano Mark Webber, da Red Bull Racing, o brasileiro Nelsinho Piquet e o espanhol Fernando Alonso, ambos da Renault.
A corrida na França representou os primeiros pontos conquistados por Nelsinho na categoria. Ele largou em nono lugar e fez uma prova de segurança para se garantir entre os oito primeiros.
A duas voltas do fim, Nelsinho já se contentava com o oitavo lugar, quando Alonso errou em uma curva e permitiu a ultrapassagem do brasileiro. O outro brasileiro em ação, Rubens Barrichello, não repetiu o bom desempenho das duas etapas anteriores, quando pontuou em Mônaco e no Canadá, e não foi além do 14º lugar.
Próxima corrida: GP da Inglaterra.

Futebol

Copa Alterosa A Copa Alterosa de Futebol Regional 2008 pode conhecer hoje seu campeão. O 15 de Novembro, de Rio Novo, e o Nagoya, de Juiz de Fora decidem a competição. A decisão acontece às 15h, no Estádio José Ribeiro de Paiva, em Rio Novo. No jogo da ida, o time de Rio Novo, jogando em Juiz de Fora, venceu por 4 a 0. O 15 de Novembro, se vencer ou empatar o jogo em em casa, fica com o título. O Nagoya precisa adiar a decisão para o próximo domingo, dia 28 de junho. Isso porque só a vitória hoje interessa ao time juizforano Amistoso Jogando ontem em Guarani, o Tupi venceu o Independente por 2 a 1, com gols de Allan, aos 16 minutos do primeiro tempo e Igor, aos 41 da segunda eatapa. O Tupi jogou com Alan Faria; Marcel, Fernando, Sidnei e Henrique; Lucas, Caetano, Roniclei e Marquinhos Alagoano; Allan e Ademilson. Próximo amistoso, quarta-feira, às 15h, no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, contra o Botafogo.
Resultados:
Campeonato Brasileiro
Série B
7ª rodada
Gama 1 x 0 Brasiliense-DF
Ponte Preta 1 x 1 Corinthians
América-RN 1 x 5 Avaí
Vila Nova-GO 1 x 1 Juventude
Campeonato Brasileiro Série A
7ª rodada
Botafogo 0 x 1 Portuguesa
Coritiba 2 x 1 Fluminense
Cruzeiro 3 x 0 Figueirense
São Paulo 1 x 0 Sport

sábado, 21 de junho de 2008

Ratinho deixa SBT e acerta com a Band

O apresentador e empresário Carlos Massa, o Ratinho (foto), acertou sua ida para o Grupo Bandeirantes. Ele era mantido na "geladeira" há um ano e meio pelo SBT e deve estrear na Band em janeiro de 2009. Segundo informa o colunista do UOL, Ricardo Feltrin, é provável que Ratinho ganhe um programa diário, em tom popular entre humor e variedades. A investida da emissora no estilo cômico, segundo Feltrin, teria sido estimulada pelo bom momento do humorístico "CQC", apresentado por Marcelo Tas, na grade da Band.A contratação coincide com a não renovação do contrato do radialista e apresentador Gilberto Barros, que deve seguir para a Rede TV!.
FONTE: adNEWS e Ricardo Feltrin

Fórmula 1 - GP da França

Por 41 milésimos, Raikkonen sai na frente de Massa
O finlandês Kimi Raikkonen conquistou neste sábado a 200ª pole position da Ferrari no treino oficial do Grande Prêmio da França, com uma diferença de apenas 41 milésimos para o companheiro Felipe Massa, que largará na segunda posição em Magny-Cours.
Mesmo com o terceiro tempo do treino classificatório, o britânico Lewis Hamilton, da McLaren, começará a corrida deste domingo do 13º lugar, já que foi punido com a perda de dez posições por causa da batida na traseira de Raikkonen, durante o GP do Canadá. Com isso, o espanhol Fernando Alonso, que conseguiu a quarta marca, ganha uma posição e sai em terceiro, ao lado do italiano Jarno Trullli, que colocou a Toyota na segunda fila.
Outro destaque ficou por conta da Red Bull, que conseguiu ter seus dois carros no Top 10. O australiano Mark Webber e escocês David Coulthard, fizeram o oitavo e o nono melhor tempo, respectivamente, e formarão a quarta fila. Sensação da última etapa, o polonês Robert Kubica decepcionou na classificação e sairá da sexta posição, enquanto o alemão Nick Heidfeld, seu companheiro na BMW, ficou fora da parte final do treino.
Depois de fazer o melhor tempo do último treino livre pela manhã, o brasileiro Nelsinho Piquet não conseguiu levar sua Renault à superpole e largará na 10ª posição, também se aproveitando da punição a Hamilton. Sem bom rendimento desde o início das atividades para a etapa francesa, Rubens Barrichello não conseguiu passar nem da primeira parcial e ficou com o 18º lugar, exatamento ao lado de seu companheiro de Honda, Jenson Button.
Fonte: Portal Terra

Operação "João-de-Barro"

Operação "João-de-Barro" da PF desarticula esquema de desvio de verbas para construção de casas populares em várias cidades, inclusive em JF. Priscila Magalhães - Repórter
A Polícia Federal realizou a Operação João-de-Barro nesta sexta-feira, 20 de junho, em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Goiás, Tocantins e no Distrito Federal para combater um esquema de desvio de verba destinada à construção de casas populares e estações de tratamento de esgoto. Em Juiz de Fora, apenas mandados de busca e apreensão foram cumpridos no 4º andar da Prefeitura (PJF), porém a assessoria da PF, em Brasília, não soube informar o que foi apreendido no local. Os policiais tinham 231 mandados de busca e apreensão e 38 de prisão a cumprir nos oito estados investigados. Foram 15 presos em Belo Horizonte, 14 em Governador Valadares, um em Lagoa Santa, um em Caratinga e um em Teófilo Otoni. A partir de denúncias, o Tribunal de Contas da União (TCU) realizou uma auditoria em 29 de Minas Gerais, revelando indícios de fraude na execução de obras. A investigação policial resultou na desarticulação do esquema de desvio de verba pública destinada à construção de casas populares e estações de tratamento de esgoto. O desfalque era feito nas transferências voluntárias, recursos financeiros repassados pela União aos Estados, Distrito Federal e Municípios. Parte dessas transferências se destinam a financiar obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Como o dinheiro era desviado, as obras não eram realizadas na quantidade nem alcançavam a qualidade previstas no projeto original. Os projetos apresentados pelo esquema, ao governo, receberam o repasse de R$ 700 milhões. De acordo com a assessoria da PF, a operação pode impedir que mais R$ 2 bilhões sejam desviados. Fonte: www.acessa.com

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Restaurante Popular

Daniele Gruppi - Repórter Em relação ao Restaurante Popular, o prefeito José Eduardo Araújo diz que as obras estão em andamento, mas precisa saber com a Secretaria de Planejamento e Gestão Estratégico em que estágio se encontra. "Trata-se de uma construção pré-moldada em ferragens e que é feita por etapas". O Portal ACESSA.com noticiou em abril deste ano que as obras estavam atrasadas. A previsão na gestão do ex-prefeito Alberto Bejani era de que fosse entregue à população em 2009, e não mais em dezembro deste ano, conforme foi divulgado inicialmente. Fonte: http://www.acessa.com/

Hospital da Zona Norte

Daniele Gruppi - Repórter A arrecadação da verba para a construção do Hospital da Zona Norte depende da licitação para a venda de 24 terrenos. O concorrência vai acontecer no dia 03 de julho. O empreendimento vai se localizar na Avenida Juscelino Kubitschek. O projeto arquitetônico divulgado do Hospital da Zona Norte prevê a construção de 108 leitos, sendo dez de UTI, 12 de observação e 86 para internação. Na área de 6,9 mil metros quadrados, com dois mil metros quadrados de estacionamento subterrâneo, também serão oferecidos serviços de Raio X, Tomografia, Endoscopia, Ecocardiograma, Ultra-sonografia, Traumatologia e Urgência Pediátrica. Fonte: http://www.acessa.com/

Ginásio Poliesportivo

Daniele Gruppi - Repórter
A prefeitura informou que o cálculo do investimento do Ginásio Poliesportivo Municipal gira em torno de R$ 10,4 milhões. Com capacidade para seis mil pessoas, a obra ainda se encontra na fase de fundação. José Eduardo diz que vai propor à Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) uma parceira. "O Ginásio seria municipal e universitário, conforme é o Cine-Theatro Central. O ministro dos Esportes Wadson Ribeiro virá a Juiz de Fora e vamos conversar, juntamente com o reitor da UFJF Henrique Duque". O anúncio da construção do Ginásio foi feito em dezembro de 2005. De lá para cá, a Prefeitura anúnciou várias vezes o início das obras, a última delas foi em janeiro deste ano, quando Wadson Ribeiro anunciou a liberação de R$ 4 milhões para a construção do local e garantiu que ele sairia do papel e que as obras começariam imediatamente. Relembre as matérias feitas pelo Portal ACESSA.com sobre o Ginásio Quando foi anunciado a construção do Ginásio na cidade Em agosto de 2006, obras atrasadas Quando a empresa vencedora da licitação começou a terraplanagem Atrasos na construção das obras do Ginásio foram anunciados novamente Em setembro de 2007 quando o ministro anuncia verba e diz que as obras iriam começar Secretário do Ministério do Esporte visita JF e anuncia a liberação de verbas para o ginásio e garante que, dessa vez, ele sai do papel Fonte: http://www.acessa.com/

Revitalização das margens e despoluição do Rio Paraibuna

Daniele Gruppi - Repórter O Portal ACESSA.com anunciou em 2006 que o Ministro das Cidades Márcio Fortes de Almeida havia formalizado com a Prefeitura a intenção do Governo Federal de liberar R$ 70 milhões para obras de saneamento básico e a despoluição do Rio Paraibuna. Segundo informações da prefeitura, a despoluição já foi iniciada. O prefeito afirma ainda que R$ 1 milhão e 800 já foram disponibilizados no banco e que a Cesama precisa entrar com a contrapartida. Fonte: http://www.acessa.com/

Base de Distribuição de Combustíveis da Petrobrás (BDC/JF)

Daniele Gruppi - Repórter A instalação da Base de Distribuição de Combustível da Petrobras, orçada em R$ 120 milhões, tem como previsão distribuir combustível em uma área de influência envolvendo 186 municípios e público consumidor superior a quatro milhões de pessoas. A base vai contar com capacidade para movimentar cerca de 80 milhões de litros de gasolina, álcool e diesel. Entre os resultados práticos esperados estão redução do preço dos combustíveis e incremento na arrecadação do ICMS. José Eduardo afirma que o secretário de Planejamento e Gestão Estratégico, Ricardo Francisco, foi dispensado e que Marcos Guerra vai repensar o projeto, que ainda se encontra em fase de elaboração. "Trata-se de uma obra para aproximadamente 16 meses". Releia a matéria sobre a vinda da Base de Combustíveis para Juiz de Fora Fonte: http://www.acessa.com/

Como vão ficar as obras inacabadas anunciadas por Bejani?

O novo prefeito José Eduardo Araújo diz que antes de dar prosseguimento às obras vai fazer um estudo de contas e tentar parceria para finalizá-las
Daniele Gruppi - Repórter
A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) está com várias obras em andamento e outras que ainda não saíram do papel. Para vislumbrar a chegada de novos empreendimentos na cidade, o prefeito José Eduardo Araújo afirma que primeiro é preciso fazer um estudo de contas.Como primeira medida administrativa, ele faz mudanças no secretariado, com o objetivo de reduzir a folha de pagamento, que estava girando em torno de R$ 7 milhões. "Para dar prosseguimento às obras, a Prefeitura tem que entrar com 40% de contrapartida e hoje não temos esse dinheiro", comenta.José Eduardo espera ter fôlego para administrar o órgão e poder efetuar o pagamento dos servidores. Ele garante que já possui recursos para honrar o mês de junho. Ele afirma também que não tem intenção de se candidatar ao pleito 2008.
Obras prometidas: - Base de Distribuição de Combustíveis da Petrobrás (BDC/JF) - Revitalização das margens e despoluição do Rio Paraibuna - Hospital da Zona Norte - Ginásio Poliesportivo - Restaurante Popular Fonte: http://www.acessa.com/

Após a Pasárgada....

MP vai pedir seqüestro de bens de Bejani
Táscia Souza - Repórter
O Ministério Público deve entrar, na próxima semana, com uma ação cautelar pedindo o seqüestro dos bens em nome do ex-prefeito Alberto Bejani (PTB) e de sua esposa, Vanessa Loçasso Bejani. A declaração foi feita, ontem, pelo promotor do Patrimônio Público, Paulo César Ramalho, durante a entrega do relatório da CPI que investigou as denúncias de enriquecimento ilícito contra o petebista. "Estou elaborando uma ação cautelar para arresto dos bens do casal e dos filhos", afirmou ele, quando os vereadores Isauro Calais (PMN) e Bruno Siqueira (PMDB), presidente e relator da comissão, foram pessoalmente à Promotoria entregar o documento. "Primeiro é preciso resguardar esse patrimônio, fazer um seqüestro a fim de impedir que se desfaçam dele. Isso para depois, comprovado o desvio de verbas públicas, ressarcir o patrimônio de Juiz de Fora que foi lapidado."
Ramalho destacou, ainda, que há indícios suficientes de que Bejani e Vanessa tenham enriquecido ilicitamente. "Numa análise superficial, pode-se perceber que o patrimônio (de Bejani) é incompatível com a renda", considerou. "Não sei se tem alguma herança, se alguém ganhou na loteria..." A ameaça de mais uma ação, porém, não incomodou o advogado Marcelo Leonardo, responsável pela defesa do ex-prefeito. "Isso será uma inutilidade. O TRF (Tribunal Regional Federal) já fez essa medida e ela já está vigorando", afirmou. "Será apenas uma repetição de algo que já foi feito." No entanto, as informações são de que a Justiça teria seqüestrado apenas os veículos e o R$ 1,12 milhão apreendido, sendo que os imóveis e as contas bancárias do casal não estariam bloqueadas.
Documentação Apesar de já ter nas mãos o relatório do inquérito instaurado contra o ex-prefeito no âmbito do Legislativo, Ramalho ponderou que seria necessário também ter acesso ao restante da documentação acumulada pela CPI, incluindo as transcrições dos depoimentos. "Eu esperava entrar com a cautelar na próxima semana, já de posse dos documentos deles. Mas terei de fazer sem essa documentação", destacou. Isauro Calais, contudo, garantiu que todas as 50.000 laudas que constam do processo estão à disposição do promotor. "O que o senhor precisar é só pedir à Câmara", disse o parlamentar. Mesmo sem ainda ter acesso a todos os detalhes das apurações, Ramalho assegurou que irá analisar cuidadosamente o relatório. "Vou examinar e ver o que se enquadra nos outros processos", declarou, apontando para uma pilha de pastas sobre outras investigações acerca da administração Bejani. "Estou trabalhando numa ação sobre o Grupo SIM, que já está quase concluída. Também já existe uma sobre a TCQ e outra para investigar o enriquecimento ilícito", enumerou. Ele citou, ainda, as ações impetradas pelos promotores titular e substituto de Defesa do Consumidor, Plínio Lacerda e Carlos Ari Brasil, sobre as concessões às empresas de transporte urbano. "O que não tiver a gente instaura", concluiu. Fonte: Trinuna de Minas

PTB

Diretório estadual interdita PTB local Depois de formar uma bancada com sete vereadores, com arrecadação de R$ 50 mil mensais e comportar oito de cada dez secretários municipais, o PTB de Juiz de Fora está à beira da extinção. Ontem, por interferência do presidente nacional do partido, o ex-deputado Roberto Jefferson, o diretório estadual resolveu interditar a comissão provisória local, que era presidente pelo ex-vereador Rogério Ghedin. A decisão foi acompanhada e aprovada pelos dois vereadores da legenda, Vicente de Paula Oliveira (Vicentão) e Luiz Otávio Coelho (Pardal), que viajaram até Belo Horizonte, onde se reuniram com o interventor Mozart Máximo Filho, que é membro da executiva estadual. Também participaram da conversa outros dois pré-candidatos a vereador. A determinação do comando estadual do PTB é para que, no prazo de cinco dias, Ghedin entregue os balanços contábeis dos últimos dois anos. Caso contrário, o partido não participará com nenhum candidato nas eleições de outubro deste ano. A sede local da legenda, que estava fechada desde segunda-feira, também vai ser entregue ao interventor. Quanto à dívida dos petebistas, estimada em R$ 180 mil, deve ser assumida pelo ex-presidente da comissão provisória. Ontem, Ghedin voltou a explicar a origem do passivo e acrescentou que pagou cerca de R$ 140 mil de multa à Justiça Eleitoral. Ele também antecipou que vai entregar toda a documentação exigida para não prejudicar nenhum dos correligionários. A sacudida dada pelo diretório estadual não deve resolver o principal problema dos petebistas, que é conseguir sobreviver nas urnas. Considerado "o patinho feio" da sucessão, nenhum partido quer passar nem perto do PTB. E não é para menos. Com potencial para chegar aos cinco mil votos, Vicentão afugenta qualquer candidato de outra sigla com alguma chance de conquistar uma vaga na Câmara. Fora isso, ainda há o peso de se ter no palanque o partido do ex-prefeito Alberto Bejani. Para tentar amenizar o problema, os petebistas remanescentes não têm poupado ferrenhas críticas a Bejani. O consenso entre eles é de que todos foram traídos. Fonte: http://www.tribunademinas.com.br/

Seleção brasileira paixão frustrada

Ataíde Lemos*
A seleção brasileira está em baixa, quem diria; perder para Venezuela de dois a zero. Se fosse apenas um gol seria acidente, mais dois? É ruim em. Jogar contra o Paraguai em plena eliminatória para copa do mundo de 2010 como time pequeno, parece inverter os papeis Paraguai ser o Brasil.
A pergunta que fazemos é: o que será que está havendo com a seleção brasileira? Já não é de agora que estamos decepcionados com a bolinha que a seleção brasileira vem mostrando a tempo. Um país que tem grandes jogadores de destaque nos campos europeus, nos melhores times do mundo, mas que na seleção não estão jogando nada. Será que são somente jogadores de time? Será que outras seleções que estão jogando muito? Será que jogar na seleção brasileira já não é mais vitrine devido à tecnologia, pois os jogadores já não dependem mais da seleção como vitrine?
São tantos questionamentos, que fica difícil saber de fato o que anda acontecendo com nossa seleção. Troca-se técnicos, quando pensamos que vai melhorar decepcionamos novamente. É uma alegria e varias decepções. Certamente, todos os brasileiros são técnicos e tem alguns jogadores preferidos para compor a seleção como também táticas. Porém, não podemos dizer que, os que lá não estão os melhores, no entanto, não acertam.
Falando sobre o atual técnico Dunga, parece que ele tem sido o protagonista do pior vexame da seleção em eliminatórias. Se tivesse terminado as eliminatórias contra o Paraguai teríamos ter que enfrentar uma repescagem para participar da copa de 2010. Dunga não tem currículo como técnico para dirigir a seleção principal, no entanto, observamos que em muitas seleções seus treinadores também não tem, foram grandes jogadores e comandantes em campo - Dunga também foi. Por outro lado a nossa seleção teve treinadores de extenso currículo vitorioso, mas que ao assumirem a seleção brasileira não apresentaram seus trabalhos, tendo que pedir demissão ou mesmo serem demitidos.
A troca de técnico se faz necessária para criar uma nova expectativa e animo tanto para os jogadores como para os torcedores e também não desgastar ainda mais o treinador. Neste sentido é importante que Dunga pare por aqui, para que a seleção tenha nova motivação e não afunde ainda mais. Porém, segundo meu ponto de vista, a troca terá uma mudança momentânea, mas que pouco tempo retornará o futebol que ela vem apresentando ao longo destes últimos anos.
Em suma, a realidade atual é que o Brasil perdeu a hegemonia do futebol, igualando aos outros países. E que para os grandes jogadores a seleção não é mais o sonho e sim, uma obrigação tirando assim o brilho, a garra em defendê-la. Já para os iniciantes e que estão destacando no cenário brasileiro a camisa amarela pesa. Sendo assim, não conseguem desenvolverem seu futebol. Enfim, os grandes jogares não estão jogando nada na seleção e os iniciantes não apresentam o futebol que jogam em seus clubes. Se o time de estrelas perde a culpa é do treinador, se o time sem estrelas perde a culpa também é do treinado porque os deixou de fora. Enfim, a seleção brasileira é paixão que está frustrada para os brasileiros.
*Ataíde Lemos - Escritor e poeta
Livros publicados:
Drogas Um Vale Escuro e Grande Desafio para Família
O Amor Vence as Drogas
Livro de poesia Palavras Expressão dos Sentimentos