sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Notas pertinentes, ou não...

Unidos do Retiro, a força de um povo
O carnaval 2017 apresentou um novo local para os desfiles, o parque de exposições, no bairro Joquei Club, e a escola de Samba Unidos das Vilas do Retiro, representante, além do próprio Retiro, dos bairros Jardim Esperança, Floresta, Terras Altas, Caeté e Sarandira, além das Vilas São José, Santa Maria, Santo Antonio, Conceição, do Pipoco, Piteira e do Tozza, Granjas Bethel, Paraíso e Vilela, Parque das Palmeiras, Usina Quatro e Campo Ale (Niterói) foi a grande campeão em seu grupo. Uma escola humilde, sem quadra própria para ensaiar, realizar eventos e angariar recursos, mas com muita garra, empenho, esforço e dedicação. Todo esse esse esforço começa em sua presidente, a estudante de direito Cristina Fortunato, passando pela diretoria, Greiciele Fortunato, Antonio Neto, Pedro Abraão, Doxim (Eudóxio de Paula), Paulinho Santos e outros abnegados. Os foliões demonstraram empenho, entusiasmo e samba no pé. Na passarela do samba era visível o a dedicação da Claudete Reginaldo, Conceição Ananias, Esmeralda Gervásio com os filhos Taís e Frederico, Suely Gervásio, Danilo Guimarães, Imaculada Melo. Braz de Paula (veio de Campos dos Goytacazes para desfilar), com a esposa Cristina e a filha Tábata, Luana Zancanella, Marquinho do Jardim Esperança e Zezinho do Floresta na bateria,Celino, Budeia com a esposa, João Cleber interpretando o samba, além do Jesus Alves, mesmo sendo da diretoria da Real Grandeza, não mediu esforços para ajudar o Retiro.

Família Andrada no poder
A tradicional família Andrada, de Barbacena, com representantes na Câmara de Vereadores de Belo Horizonte, Assembléia Legislativa de Minas Gerais e na Câmara Federal, poderá ter um representante no governo Temer. Com a recusa do ex-ministro do STF (Superior Tribunal Federal), Carlos Veloso, em assumir a vaga de Alexandre de Moraes, no Ministério da Justiça, o vice-procurador geral da República, José Bonifácio de Andrada, filho do deputado Federal, Bonifácio Andrada, e com fortes laços com o PSDB, passa a ser cotado para o cargo. 

Pimentel em Juiz de Fora
Na próxima segunda-feira o governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), virá à mais importante cidade da Zona da Mata pela segunda vez em seu mandato, que já caminha para o final. Há quem afirme que esse distanciamento se deve ao fato de que o atual prefeito, Bruno Siqueira (PMDB) não ter abraçado a candidatura do Pimentel em 2014, mesmo com o seu partido, o PMDB, ter fornecido o vice, Antonio Andrade, com quem Bruno seria afinado. Os analistas afirmam que Bruno tucanou, de olho na reeleição de 2016. Verdade ou não, o fato é que em 2016 o prefeito do PMDB trouxe os tucanos para o seu palanque. Com isso, o PSDB forneceu o vice, o médico e ex-vereador Antonio Almas, e os caciques do PMDB conseguiram neutralizar uma possível candidatura da maior expressão política dos tucanos na cidade, o ex-prefeito Custódio Mattos.

A volta do "JB"
Fundado em 09 de abril de 1891, por Rodolfo Dantas (1855/1901), o '"Jornal do Brasil" teve sua marca adquirida pelo empresário Leopoldinense, Omar Peres, junto ao empresário baiano, Nelson Tanure. Em 2010 o periódico deixou as bancas e passou a ser veiculado via internet. Omar Peres promete retornou com o jornal às bancas, mas não informou se a circulação será no formato Standard, Berliner, Germânico, Tablóide ou Compacto.

Hospital Unimed
A Unimed Juiz de Fora, que figura entre as maiores empresas de Minas, e que é presidida pelo médico Hugo Borges, completou 44 anos em 08 de janeiro último. O moderno Hospital que está sendo construído no bairro Salvaterra, região sul de Juiz de Fora, tem previsão de inauguração no aniversário de 45 anos da cooperativa médica, o que vai reforçar Juiz de Fora no ranking do que há de mais avançado no tratamento médico/hospitalar.

Uma vela para deus e outra para o diabo
O ex-vereador Chico Evangelista, ainda no exercício do cargo se aliou ao PT e saiu candidato a vice na chapa encabeçada pela deputada Margarida Salomão. Seu filho, Charlles Evangelista, que havia se candidatado a deputado estadual em 2014, num claro teste de urna, saiu candidato a vereador e apoiou o candidato a reeleição, o prefeito Bruno Siqueira, do PMDB. Passada a eleição, Chico saiu reclamando de que foi alijado da disputa por setores do PT. Após a posse do prefeito, o já agora ex-vereador Chico Evangelista foi agraciado com um cargo de polpudo salário na administração pmdebista. Isso lá na roça, dividir o apoio com dois, de onde sairá um vencedor, nós chamamos de "acender uma vela para deus e outra para o diabo".

Festa do povo
Cristina Fortunato, eleita recentemente para presidir a Escola de Samba Unidos do Retiro, não tem medido esforços para colocar a escola na passarela do samba. Juntamente com sua diretoria, Greiciele Fortunato, Pedro Abraão, Paulinho Santos, Felipe Abrahão, João Kleber (Pavão) e com o enredo "Juiz de Fora - Manchester Mineira, 50 anos de alegria no carnaval, sua história, eu me lembro, casos e curiosidades". Cristina tem divido seu tempo entre a Escola, a faculdade em que estuda direito e os afazeres particulares.

Caos no município
O novo prefeito de Recreio, o ex-deputado estadual José Maria André de Barros, está passando um perrengue para tentar colocar a casa em ordem no município. Com desajuste financeiro, Zé Maria teve dificuldades no período de transição e o prefeito anterior renunciou no último dia de mandato numa clara indicação para não participar da solenidade de posse do prefeito eleito. Passada a turbulência, a população de Recreio aguarda ansiosa o empenho do prefeito junto ao governo do estado para asfaltar as estradas Recreio/Volta Grande, Recreio Pirapetinga e Recreio/Palma, além de elevar o povoado de Barreiros a condição de distrito. Zé Maria que já foi deputado estadual, seu pai, Zé Teixeira (José Amaury Teixeira de Barros), foi prefeito de Recreio por dois mandatos.

Ana Karina Veiga
A Sandumonense Ana Karina Veiga continua focada nos estudos. O objetivo no momento é a aprovação na OAB/MG, com provas marcadas para março. Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Professora formada em magistério pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Advogada pelo Fundação Educacional São José de Santos Dumont (FESJ), Ana Karina, que é professora da prefeitura de Ewbank da Câmara e que já residiu na cidade do Cairo, no Egito, de posse da inscrição na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), vai militar no meio jurídico.

Real Grandeza
A tradicional escola da avenida Sete, que tem João Delvaux como um dos fundadores, vem para a passarela do samba com a reedição do samba "O Circo (homenagem aos poetas Gilson Campos e Geraldo de Souza - in memoriam). O presidente Luiz Carlos Masson está otimista para um bom desfile. Os dirigente Fernando Luiz Baldioti e Jesus Alves acreditam em mais um título. Neste ano o desfile será em novo local, o parque de exposições, no bairro Joquei Clube.

Família Andrada
A tradicional família Andrada, de Barbacena, que se encontra no poder desde os tempos do império, e hoje milita nas três esferas, municipal, estadual e federal, poderá, em 2018, chegar ao Senado. Com os dois senadores de Minas que encerram o mandato em 2018, tendo um que não tem voto para ser senador, e o outro, podendo ser atingido pelas garras da lava jato, faltará nomes de peso em Minas para o ocupar a senatória. As conjecturas indicam que Doorgal Andrada na câmara de Belo Horizonte, Lafayette Andrada na assembléia e Bonifácio Andrada na câmara Federal, 2018 poderá levar Bonifácio para o senado, o ex-prefeito de Barbacena, Toninho Andrada para a câmara federal, com Lafayette sendo reeleito na assembléia.

Acomodando os derrotados
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS) nomeou para o primeiro escalão, dois vereadores derrotados no pleito passado. Daniel Nepomuceno (atual presidente do Atlético) e Bruno Miranda são os agraciados. A permanecer nesse ritmo, Kalil vai superar o prefeito reeleito de Juiz de Fora, que na gestão passada, nomeou quatro vereadores derrotados nas urnas. Na atual gestão de Juiz de Fora, com o prefeito mais experiente e conhecendo melhor as nuances do executivo, apenas um vereador derrotado foi nomeado.

Vandalismo
Em Juiz de Fora o DNIT, através de empresa terceirizada, plantou grama na margem da BR 267, mas os vândalos estão destruindo e furtando as placas de grama. É bem verdade que o DNIT, não mantem as margens da estrada conservada, o que não justifica o furto.

Posse do prefeito
Um jornal, de circulação eventual, de Belo Horizonte, trouxe como manchete "autoridades prestigiam posse do prefeito de Juiz de Fora". No decorrer da matéria, o mesmo jornal publicou fotos do prefeito ao lado do vice e de alguns vereadores eleitos ou reeleitos, todos tomando posse na mesma data. Pelo que se apurou, os deputados com base eleitoral em Juiz de Fora, tanto os da Assembléia Legislativa, quanto os da Câmara Federal, nenhum compareceu ao evento. Pelo que se percebe, o conceito autoridade, é de acordo com a conveniência.

Terra do Pai da Aviação
O vice prefeito de Santos Dumont, professor Gerson Guedes, tem se mostrado bastante atuante nesse início de governo. A população aguarda que a nova gestão, encabeçada pelo prefeito Carlos Alberto Azevedo (Betinho) consiga verba junto aos governantes para asfaltar as estradas Santos Dumont/Piau, Santos Dumont/Tabuleiro, o que beneficiará os distritos de São João da Serra e Conceição do Formoso, alem das cidades citadas. Consiga também construir uma rodoviária nas proximidades da BR 040 e um novo cemitério. Obras que os governantes anteriores, sequer, apresentaram projetos.

Tupi 2017
Os ilustres torcedores e associados do Tupi, João Delvaux, Eurico Moura e Jovanni Gama continuam acreditando que o Tupi terá uma melhor performance, tanto no campeonato Mineiro do módulo um, quanto no campeonato Brasileiro da serie C. Diferente do ano passado, em que o time de Juiz de Fora foi nono colocado no Mineiro, perdendo vaga na copa do Brasil e direito de realizar seis rodadas do Mineiro em casa, além de ter sido rebaixado no Brasileiro. A estreia no mineiro acontece neste domingo, 29/01, contra o Tombense, em Juiz de Fora.

Agricultura e pecuária
O prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira (PMDB) parece que acertou a mão ao nomear o ex-prefeito de Santos Dumont, Bebeto Faria (PP) para a secretaria de agricultura e pecuária. Pecuarista e de fácil trato, Bebeto traz para Juiz de Fora a experiência de ter governado Santos Dumont de de 2013 a 2016. Temas que parecem estar em decadência na Zona Mata e necessitando de maior apoio ao produtor, a secretaria já foi ocupada por advogado e até radialista, profissões alheias ao meio rural.

Toma lá, dá cá
O governador de Minas Fernando Pimentel, enrolado nas teias da operação acrônimo e precisando de apoio de deputados na Assembléia Legislativa, preferiu trocar o ex-reitor da UFJF, Renê Matos, farmacêutico por formação e ligado a deputada federal Margarida Salomão (PT), por Daniel Ortiz (de formação desconhecida), mas ligado ao deputado estadual Noraldino Júnior na direção do Hospital Regional João Penido, em Juiz de Fora. Os analistas afirmam que Pimentel preferiu agradar um político de outro partido, mas que tem poder de voto, a ter que manter um filiado, que não vota

Doutora com honra e mérito
A jornalista e professora Tâmara Lis concluiu o curso de Doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Natural de Sabará, na região Metropolitana de Belo Horizonte, a agora Doutora Tamara, formada em Comunicação Social na UFJF, é professora das disciplinas de jornalismo, publicidade e propaganda na Universidade Estácio de Sá.

Santos Dumont
Na terra do pai da aviação e do ex-deputado Luiz Dulci, o engenheiro Peter Chaves, filho do falecido prefeito da cidade por três mandatos, José Antonio Pedro, perdeu a eleição para o empresário Carlos Alberto Azevedo. O candidato do PT, partido que na época das vacas gordas governou a cidade por dois mandatos, o ex-vereador Labenert Mendes Ribeiro, ficou em quarto lugar, atrás da delegada da Polícia Civil, Kênia Oliveira, do PMDB.

Igreja e batalhão
Nos governos anteriores do PMDB em Juiz de Fora, comenta-se, que a CESAMA (companhia de fornecimento de água e saneamento do município) mais parecia o terceiro batalhão da PM na cidade, devido ao número de coronéis que eram lotados em cargos de confiança. O tempo passou, o PMDB voltou ao poder na cidade e agora, comenta-se que a prefeitura mais parece um templo religioso, devido ao grande número de "pastores" que ali se encontram. Em relação aos coronéis, pode-se argumentar que são, ou eram, oficiais de boa formação técnica operacional. Já em relação aos pastores o que seria?
- Medo de perder vaga no céu, ou medo de perder os votos dos "fiéis" nas próximas eleições?

De volta ao trono
Em Matias Barbosa, o vereador Carlos Lopes, que já administrou a cidade em outras ocasiões, foi o vencedor, com 5.008 votos. O candidato do prefeito que saiu, Joaquim Nascimento, que mesmo podendo, não se lançou a reeleição, devido a grande rejeição, ficou em terceiro lugar com apenas 1.740 votos.

Museu Mariano Procópio
O prefeito de Juiz de Fora, Bruno Siqueira (PMDB), de posse da lista tríplice para a superintendência do museu, agiu rápido e escolheu o arquiteto Antonio Carlos Duarte para o cargo. Além de arquiteto, Antonio Carlos Duarte que já ocupou o cargo de 1997 a 2004, é escritor, autor de três livros sobre arquitetura: "Arquitetura Eclética ", "Arquitetura Art Deco" e Arquitetura Moderna", todos sobre a arquitetura de Juiz de Fora, inclusive sobre o museu. Conclui-se que é um conhecedor da causa.

Fim da "era Bejani"
Parece mesmo que chegou ao fim a "era Bejani" em Juiz de Fora. Prefeito da cidade por dois mandatos, Alberto Bejani, condenado pela justiça e que cumpre pena em regime fechado na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, lançou um casal de filhos a vereança da cidade no último pleito. Ele, Bejani Júnior obteve 767 votos, e ela, Carla Bejani, somou 240, num total de 1.007 votos. O vereador eleito com a menor votação obteve 1.954 votos. Ou seja, votação suficiente para "fazer" apenas meio vereador.

Carta marcada
O Conselho de administração do Museu Mariano Procópio elegeu uma lista tríplice, da qual sairá o nome do novo (a) superintendente do Museu. Os eleitos são Antonio Carlos Duarte, que já ocupou o cargo de 1997 a 2004, Maria Lúcia Ludolf de Mello e Maria Clara Cirne. Com as escolhas, o conselho quebra uma sequência de votação de "cartas marcadas", na qual prevalecia a vontade do prefeito da época, que nomeava o Superintendente, de acordo com suas convicções e interesses políticos, em detrimento aos interesses do conselho.

Um Andrada com votação de vereador
Em Juiz de Fora o deputado estadual Lafayette Andrada, candidato a prefeito, ficou em 05º lugar, com 6.259 votos nas eleições de 2016. A vereadora eleita da chapa que o "apoiava", Sheila Oliveira, obteve 9.921 votos. É a típica campanha "vote em mim para vereador, quanto ao prefeito, vote em quem quiser".


quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

"Saudade...palavra única...

LETRA G
Eu tenho saudades...
"Do tempo em que não reinava a hipocrisia. Em que um aperto de mão ou um fio de bigode significavam muito mais que assinaturas em contratos. Tempo em que a malícia e ganancia se resumiam a bolas de gude e jogos de botão. Tempo da minha, da sua, da nossa infância!!!"
Guilherme de Andrade Ferreira 

LETRA J
Eu tenho saudades...
Do dia em que conheci a mulher que há mais de dezoito anos invadiu meu coração e dele não saiu mais, pois o amor que fortalece os laços de minha convivência com ela não admite a intromissão do sentimento doentio da paixão e do destruidor ciúme; tendo em vista que ambos causam descontrole emocional e insegurança. As saudades decorrem do fato de que, tanto eu, como Sônia Maria Coutinho, a mulher  negra maravilhosa que passou a fazer parte de minha vida no dia 11 de novembro de 1996, não queríamos mais compromisso com ninguém, porém, depois de abrirmos os livros de nossas relações anteriores, que não nos proporcionaram felicidade, continuamos nos encontrando durante oito meses. Essas saudades, são, enfim, carinhosas lembranças do dia em que Sônia Maria e eu comprometemo-nos a nos amar sem cobranças inúteis ou patrulhamento de nossas ações. 
João Vicente de Castro Rios - Aposentado/poeta/escritor
Vila Velha - ES

LETRA L
Eu tenho Saudade...
E consciência de que precisamos urgentemente dos trens, da nossa malha ferroviária funcionando. Aqueles que vendem pneus e caminhões para nós conservam muito bem as deles.
Levi Ramiro - Violeiro/artesão
Pirajuí-SP

Literatura

domingo, 15 de janeiro de 2017

Juiz de Fora-MG
Terra de Itamar Franco (Itamar Augusto Cautieiro Franco), Lair Ribeiro (Lair GeraldoTeodoro Ribeiro), Fernando Gabeira (Fernando Paulo Nagle Gabeira),Giovane Gávio (Giovane Farinazzo Gávio) Mácia Fu (Márcia Regina da Cunha), Léo Devanir (Leonardo Devanir de Paula), Scheila Carvalho (Scheila Carvalho Ladeira),  Glauco Fassheber (Glauco Horta Fassheber),  Francisco Barbosa (Francisco Barbosa de Souza Filho), Andrade (Jorge Luís Andrade da Silva). Murilo Mendes (Murilo Monteiro Mendes), Pedro Nava (Pedro da Silva Nava), Rubem Fonseca (José Rubem Fonseca), Rubens Furtado, Leda Nagle e Karla de Lucas. 
Terra adotiva de Fernando Sérgio (Fernando Sérgio Grandinetti Pinto), Márcio Garcia (Márcio Garcia Machado),  Belmiro Braga (Belmiro Ferreira Braga). João Lorêdo (João Luiz Rodrigues Lorêdo), Raul Longras, Affonso Romano de Sant'Anna, Eduardo Almeida Reis, Carlos Machado, 

Literatura

domingo, 8 de janeiro de 2017

Carnaval 2017

Juiz de Fora-MG
O empresário e carnavalesco Eduardo Rodrigues dos Santos, de 28 anos, foi eleito o Rei Momo do carnaval 2017/2018. Representando a Escola de Samba Partido Alto, a manicure Gracyele Germano da Rocha, de 28 anos, foi coroada a Rainha para 2017. A professora de Educação Física Bianca Cardoso de Souza, de 23 anos, candidata da Escola de Samba Turunas do Riachuelo, foi eleita a 01ª princesa. A servidora pública Deysilene Alves Silva, de 25 anos, representando a Mocidade Alegre será a 02ª princesa. Eduardo vai receber o trono de Carlos Guedes e Gracyele, de Isabel Lima.

Os desfiles carnavalescos vão ocorrer nos dias 18 e 19 de fevereiro de 2017, no Parque de Exposições, no bairro Joquei Club e não contará com quatro agremiações, que embora ativas, não irão desfilar: Unidos do Ladeira, Juventude Imperial, Acadêmicos do Manoel Honório e Mocidade Independente do Progresso.

Ordem dos desfiles
Sábado - 18/02
Grupo B - Vale do Paraibuna e Unidos do Retiro;
Grupo A - Mocidade Alegre e Feliz Lembrança.

Domingo - 19/02
Grupo B - União das Cores, Partido Alto e Rivais da Primavera;
Grupo A - Turunas do Riachuelo e Real Grandeza.

Blocos
O Bloco do bairro Floresta vai desfila na rua Coronel Assis, pelo 10º ano seguido, sempre com sambas homenageando personalidades do bairro.




Literatura

"O menino rei"

Livro infantil apresenta a história do jogador Reinaldo, ídolo do Clube Atlético Mineiro, o seu sonho de se tornar um jogador de futebol, suas façanhas em campo e os fatos que contribuíram para o encerramento precoce da sua brilhante carreira.

Reinaldo Lima jogava bola nas ruas de Ponte Nova, no interior de Minas Gerais. Mas seu talento chamou a atenção dos adultos. Ele chega a Belo Horizonte e assina contrato com o Atlético. Ele encanta o país com seu belo futebol e torna-se “o menino Rei”. O livro uma adaptação da obra “Punho cerrado, a história do Rei”, escrita por Philipe Van R. Lima e lançada em setembro.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Radialista

Comissão da Câmara dos Deputados aprova uso de carteira de radialista como prova de identidade
Carteira terá validade em todo o território nacional
A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que admite a carteira de radialista como prova de identidade em todo o território nacional. Conforme o texto aprovado, a carteira profissional deve ser emitida pelo sindicato da categoria e, onde não houver sindicato, a carteira poderá ser emitida por federação devidamente credenciada e registrada junto ao Ministério do Trabalho.

Para ter validade, o documento deverá seguir modelo padrão e conter dados pessoais, fotografia, número de série, entre outros elementos. O radialista não sindicalizado poderá ter carteira de radialista, desde que seja habilitado e registrado perante o órgão regional do Ministério do Trabalho.

A medida foi aprovada conforme parecer apresentado pelo deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) ao Projeto de Lei 458/15, do deputado Andre Moura (PSC-SE), e outros apensados. A proposta altera a Lei nº 6.615, de 16 de dezembro de 1978, que regulamentar a profissão de radialista.

“A legislação pátria já regulamentou a competência da Federação Nacional dos Jornalistas para emitir carteira de identidade profissional. Não vemos por que razão tal medida não possa ser estendida aos radialistas”, afirma Daniel Almeida.

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta: PL-458/2015

Literatura

“Punho cerrado, a história do Rei”

Reinaldo inspirou uma geração inteira de torcedores. Com seus dribles curtos e gols improváveis, foi estrela de primeira grandeza do futebol mundial - como Maradona, Zico, Romário, Ronaldinho. "Se não fossem seus problemas físicos", disse Pelé, "seria capaz de me superar". Fora de campo, o Rei lia os livros emprestados por um vizinho cujo filho, Frei Betto, fora preso pela Ditadura. Assim tomou consciência do que se passava durante os anos de chumbo. Amigo dos artistas e ativistas políticos, mal quisto pelos militares, celebrava seus gols com o punho cerrado da resistência. Mesmo nas barbas dos generais. A história de Reinaldo, aqui relatada como nunca antes, é feita de glórias, dramas e injustiças. Desfilam por ela craques inesquecíveis, cartolas lendários, múltiplos campeões. Mas também os beques sanguinários e os juízes ladrões. Apesar de filho do Rei, Philipe Van R. Lima não nos poupa de nenhum mínimo detalhe.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

JOSÉ LOPES FILHO

100 anos de idade e muita disposição

por Mtnos Calil*


José Lopes Filho chega ao 100 anos escrevendo com perfeita lucidez seus manifestos em favor da REFORMA POLITICA.
Nunca imaginei que um dia teria um amigo em plena atividade contra  a corrupção com 100 anos de idade.
O privilégio de desfrutar da amizade deste herói devo a José Barboza da Hora, um dos fundadores do Mãos Limpas que também pode chegar nos 100 anos.  A seguir apresentamos uma biografia resumida de José Lopes Filho, um batalhador incansável contra a corrupção. 
 RESUMO DA BIOGRAFIA DE JOSÉ LOPES FILHO QUE COMPLETOU 100 ANOS NO DIA 01º. DE JANEIRO DE 2017
01. Nasceu na cidade de PRADOS, Minas Gerais no 01 de Janeiro de 1917.
02. Teve 04 irmãos, já falecidos.
03. Graças ao esforço dos pais, que tinham uma receita modesta, conseguiu terminar, com seus 04 irmãos, o ginásio no Colégio Santo Antonio, escola particular dirigida por holandeses religiosos.
04. Em 1941, aos 24 anos, casou-se com Maria da Conceição Lopes, falecida há 13 anos. 
05.  Tem 07 filhos, 15 netos e 06 bisnetos.     
06.  Foi aprovado em 04 concursos públicos.
07.  Aos 22 anos foi nomeado escriturário do Ministério da Fazenda tendo sido designado para exercer sua função na cidade de Aracaju, capital do estado de Sergipe, onde permaneceu durante cerca de 03 anos, longe de seus familiares.
08. Aos 24 anos foi transferido para Belo Horizonte onde foi  nomeado “Coletor Federal”, tendo exercido essa função em várias cidades de Minas Gerais, como Nova Rezende, Dores de Campos e Bicas.
09.  Trabalhando na cidade de Dores de Campos, foi eleito vereador pelo PTB. Mas como fez oposição ao Prefeito do PSD, não pode exercer seu mandato, sendo transferido para a Coletorial localizada na cidade de Bicas. Foi vítima de uma vingança do Prefeito e por pouco não foi removido para a cidade de Manaus.
10. Depois de alguns anos de trabalho em Bicas, foi nomeado Auditor da Receita Federal, servindo no estado do Espirito Santo, nas cidades de Vitória e Cachoeiro de Itapemirim. Em seguida foi transferido para a Delegacia do Tesouro Nacional de Juiz de Fora.
11. Completados os 35 anos de serviço, se aposentou aos 55 anos. Tendo sido formado em Ciências Contábeis, ingressou na Universidade Federal de Juiz de Fora para fazer o curso de Ciências Econômicas.
12. Reside na cidade de Juiz de Fora há 50 anos, onde, na condição de aposentado passou a se dedicar a diversas tarefas humanitárias, sociais, culturais e políticas, continuando na ativa até hoje. Dentre as diversas atividades e funções que exerceu, destacamos algumas a seguir.
13. Atuou durante 30 anos como confrade e tesoureiro da Conferência São Luiz Gonzaga da Sociedade São Vicente de Paula (SSVP)
14. Durante alguns anos, foi Presidente do Lar Infantil Santa Luiza de Marilac, que amparava centenas de crianças carentes do bairro.
15. Em1991, fundou com alguns amigos,  o MPMPL -Movimento Popular Pró-Moralização do Poder Legislativo, CNPJ - 02.571202/000/1-19.
Com a participação de 60 associados, este movimento tinha como objetivo primordial LUTAR POR UMA REFORMA POLÍTICA VIA CONSTITUINTE EXCLUSIVA, sem a interferência de parlamentares, visando moralizar e reestruturar o poder legislativo no tempo em que ainda não se falava nem Mensalão nem em Petrolão. Teve inicio  então, uma batalha feroz através do envio e recepção de centenas de informativos, por e-mails, facebook, internet e twitter, e da fiscalização do legislativo local, cujos vereadores receberam pesadas críticas pelos erros cometidos.
16. José Lopes Filho foi surpreendido em abril de 2009 quando foi homenageado pela Câmara Municipal com a medalha do Mérito Legislativo, em comemoração aos 156 anos de fundação da cidade.
17. O MPMPL continua na ativa através das seguintes atividades coordenadas por José Lopes, que continua na ativa, aos 100 anos:
-  Site  www.mpmpl.org 
-  Informativos divulgados continuamente nas redes sociais
-  Campanha permanente pela Reforma Política através de uma Constituinte exclusiva, sem a participação de partidos e parlamentares.
*Mtnos Calil é coordenador do Instituto “Mãos Limpas Brasil”  www.maosllimpasbrasil.com.br 


Literatura