sábado, 31 de outubro de 2015

Segurança pública

Minas tem 33 cidades que conseguiram índice zero de homicídio nos últimos 10 anos

O levantamento foi feito com base nos registros da Polícia Militar (PM) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Municípios vão ganhar prêmio da Secretaria de Estado de Direitos Humanos

O sonho de toda família é viver em uma cidade sem violência, e com nenhum registro de assassinatos. O que parece distante aconteceu em 33 municípios mineiros nos últimos 10 anos. As comunidades conseguiram índice zero nos homicídios. O levantamento foi feito com base nos registros da Polícia Militar (PM) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A paz vivida pelos moradores será reconhecida com o Prêmio Mineiro de Direitos Humanosm que será entregue na próxima quinta-feira, dia do aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos e o Dia Internacional dos Direitos Humanos. 

Os municípios serão premiados com um acervo de livros que serão entregues pelo secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania, Nilmário Miranda. A intenção, segundo o secretário, é que os municípios modernizem ou comecem a montar uma biblioteca pública. Computadores também serão doados pela Fundação Banco do Brasil. 

Contribuíram para a criação do acervo a Secretaria de Estado de Cultura, Ministério do Desenvolvimento Agrário e a editora Edições Câmara. O evento tem apoio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Associação Mineira de Municípios (AMM), Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Serviço Voluntário de Assistência Social (SERVAS) e Movimento Minas Pela Paz.

Vão receber o acervo as cidades de Alto Caparaó, Arantina, Belmiro Braga, Capela Nova, Caranaíba, Carrancas, Casa Grande, Conceição da Barra de Minas, Congonhal, Dom Viçoso, Douradoquara, Fama, Gonçalves, Grupiara, Ibituruna, Ingaí, Itambé do Mato Dentro, Madre de Deus de Minas, Maripá de Minas, Minduri, Olímpio Noronha, Paiva, Passabém, Pequeri, Rio Doce, Rochedo de Minas, Santana do Garambéu, Santo Antônio do Rio Abaixo, São João da Mata, Senhora dos Remédios, Serranos, Turvolândia e Itamarati de Minas.

Nenhum comentário: