domingo, 5 de abril de 2020

Notável personalidade

Murílio Híngel (Murílio de Avellar Hingel) nasceu em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, em 05 de abril de 1933. 

Família
Filho do comerciante João José Hingel e da dona-de-casa Alda dos Santos Avelar Hingel. Ainda menino, transferiu-se com a família para Juiz de Fora, onde realizou toda sua formação escolar e universitária.

Estudos
Fez o primário no Instituto Santos Anjos e no Educandário Nossa Senhora Auxiliadora, e o ginasial e o secundário na Academia de Comércio.

Formado em História e Geografia pela Faculdade de Geografia e Letras (FAFILE) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), instituição da qual tornou-se diretor em 1964. Em 1965, fundou e passou a dirigir o Colégio de Aplicação João XXIII, vinculado à Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Política partidária
Filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instalado no país em abril de 1964, foi nomeado secretário de Educação e Cultura de Juiz de Fora, após a eleição do emedebista Itamar Franco para a prefeitura da cidade em novembro de 1966 e empossado no início de 1967.

Em março de 1973, deixou o cargo de secretário de educação, que continuara ocupando durante a gestão de Agostinho Pestana (1971/1972) e a segunda gestão municipal de Itamar Franco (1973/1974). Pelo PMDB, partido sucessor do MDB, foi candidato a prefeito em 1989, ficando em segundo lugar. 

Foi ministro da Educação no governo Itamar Franco, de 01º de outubro de 1992 a 01º de janeiro de 1995 e secretário de Educação, quando Itamar Franco foi governador de Minas Gerais.

Atualmente, aposentado, Murílio Hingel vive em uma granja, nos arredores de Juiz de Fora.

Nenhum comentário: