sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Lula livre, SIM!... Inocente, NÃO!

Por tudo e por todos, de forma isenta não é possível afirmar que nesse mar de lama todo, o senhor Luiz Inácio é inocente.

Pode-se questionar o tamanho da pena (08 e depois aumentada para 12), imposta por um juiz de primeira instância, parcial, que agiu, não em nome da lei, mas em projetos pessoais próprios, legislando em causa própria. Mesmo sem ser e sem querer ser jurista, afirmo que: pela idade, sexagenário, não oferecer risco físico (os condenados nessa estirpe, é só tirar o poder deles que as mazela cessam), que acredito que a pena foi exagerada.

E mesmo que Lula, pelos meios legais, consiga provar sua inocência, há quem afirme que ele merece "pegar uma cana" (expressão do vasto vocabulário do categorizado bolsonaro), por dois graves deslizes cometidos:
- Ter construído um estádio com dinheiro público e ofertado a seu clube de preferência;
- Por ter nos empurrado "goela abaixo" (expressão antiga, mas de cunho atual), uma candidata a "PRESIDENTA" tão despreparada como foi a senhora DR.

Também não é de bom alvitre negar os avanços proporcionados:
- Acesso a casa própria e ao ensino superior dos menos favorecidos;
- Melhor distribuição de renda, com o povo tendo acesso, inclusive, a viagens de avião. Quem não tem conhecimento dos protestos das "madames" nos aeroportos? 'Isso aqui está parecendo uma rodoviária".
Evidente que esses avanços incomodaram e ainda incomodam a poderosa elite escravagista.

Não podemos negar
- A obsessão de Lula pelos não-democratas Hugo Chaves (1954/2013) e Fidel Castro (1926/2016);

- A insistência em manter impune aqui no Brasil o italiano Cesare Battisti;
- A imediata deportação de um atleta Cubano que por ocasião dos jogos Panamericanos 2007, no Rio, ficou encantado pela liberdade (construindo com suor, sangue e lágrimas) que há por aqui, e tentou retardar seu retorno à ilha.

Os que, legitimamente, pensam diferente, não podem negar o auto grau de inteligência de Lula, a saber:
- Assumiu o poder e não aplicou a "teoria de Nero", manteve o que funcionava, principalmente, a economia, e aperfeiçoou outras;
- Quando no palanque, esbravejava para seus convertidos, "mídia golpista", "manipuladora" etc, nos bastidores, seu governo enchia as burras dessa mesma "mídia golpista", com fartas verbas publicitárias.
Pode-se afirmar que era, ou ainda é, preguiçoso, desinteressado em adquirir conhecimento, mas desprovido de inteligência, isso não! Podia no improviso falar "menas gente" ou algo parecido, por puro desleixo, mas tem, a seu jeito, o dom da palavra.

Há uma versão que diz o seguinte:
Certa vez, sem ocupar cargo eletivo, estava Lula no avião e a aeromoça apresentou duas opções de alimentação:
- Caviar e trufas empanadas. Ele optou pelo primeiro e a aeromoço se manifestou:
- "Enquanto lá fora o trabalhador está comendo arroz com feijão, o sr está aqui comendo caviar". 
E ele respondeu:
- "Muito bem, então você suspende o caviar e me traz um pouco de arroz com ovo frito", 
e ela respondeu:
- "Isso nós não temos"
E ele retrucou:
- Se você não tem arroz com ovo para me oferecer, porque está me criticando porque eu pedi caviar?"
Só os inteligentes são capazes disso.

Lula x Mídia
Quando Luiz Inácio Lula da Silva tomou posse, em janeiro de 2003, apenas 499 veículos de comunicação recebiam verbas de publicidade do governo federal. Em dezembro de 2010 esse número saltou para 8.094. Esses jornais, revistas, emissoras de rádio, de TV e "outros" estavam espalhados por 2.733 cidades. Em 2003, eram só 182 municípios.

Em tempo:
Agora entendo porque nas copas anteriores 08 estádios eram suficientes para abrigar o evento e aqui, se construiu 12, sendo cinco no meio do nada: Brasília, Cuiabá, Manaus, Natal e São Lourenço da Mata-PE.

Nenhum comentário: