sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Cláudia Barroso (1932/2015)

Morre em Fortaleza a cantora Cláudia Barroso
A cantora e compositora Cláudia Barroso morreu às 06h desta sexta-feira, 09/10, aos 83 anos em Fortaleza (CE), onde morava. A artista estava internada há 15 dias com problemas circulatórios. O corpo está sendo velado no Cemitério Jardim Metropolitano, no município do Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza e o sepultamento será no sábado, às 10h, no mesmo local. A informação foi confirmada pela filha da cantora, Kátia Barroso, de 63 anos
Cláudia Barroso (Amélia Rocha Barroso), nasceu em 23 de abril de 1932, em Pirapetinga, na Zona da Mata Mineira e foi criada na cidade vizinha de Santo Antonio de Pádua, no Noroeste Fluminense. Cláudia fez muito sucesso nas décadas de 1970 e 1980 como a "Rainha da Música Brega". Ainda adolescente, aos 15 anos, ela se casou e teve um casal de filhos. Em 1957, aos 25 anos e divorciada, inicia sua carreira artística. Ao todo, em mais de 50 anos de carreira, ela lançou 35 LPs e 10 CDs.
Sua beleza e potência vocal despertaram em 1970 o interesse de Silvio Santos, que a convidou para ser jurada em seu programa. São delas as músicas  "Ah! Se Eu Fosse Você", "Quem Mandou Você Errar", "Quem Foi Você", "Você Mudou Demais" e "A Vida é Mesmo Assim". Ela também foi jurada no programa do Chacrinha.
Além da carreira artística, Cláudia também se destacou como feminista. Ela defendia o divórcio em uma época em que ele era proibido por lei no Brasil e discursava também sobre o tabu da virgindade. Em 1990 ela mudou-se para Fortaleza e foi morar no tradicional bairro de Messejena, local em que nasceram o escritor José de Alencar e o ex-presidente do Brasil, o Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco.
Cláudia deixa dois filhos, uma irmã, além de netos, bisnetos e tataranetos.


Nenhum comentário: