sexta-feira, 6 de julho de 2012

Delizete Carnaúba

Morre Delizete Carnaúba

Morreu nesta sexta-feira, 06/07, aos 76 anos, a professora apossentada Delizete Costa Carnaúba Correa de Souza. Dona Delizete Carnaúba travou uma batalha com a justiça para ver condenados e presos os dois homens que seriam os responsáveis pelas mortes de cinco membros de sua família. Os acusados, embora condenados, jamais cumpriram as penas.

Na tragédia o casal Carnaúba perdeu a filha Adriana, de 31 anos, o genro Júlio César Ferreira Viana, de 32, as netas Victória, de 02 anos e Theodora, de 07 meses, e a tia de Júlio César, Isabel Benedicta, de 93 anos.

No dia 05 de abril de 1996, uma sexta-feira santa, a família Carnaúba se deslocava da fazenda Boa Vista, em Senador Cortes, para levar a filha Victória ao médico em Mar de Espanha, quando em Santa Helena, distrito de Bicas, o fusca da família foi colhido pela blazer do empresário Ismael Keler Lot,  que segundo os autos, praticavam um "pega". com o médico Ademar Pessoa Cardoso, que estava em templa. Os dois envolvidos foram julgados e condenados mas não cumpriram as penas. Ao médico não cabe mais recurso, mas a justiça ainda não ordenou a sua prisão. Já o empresário, embora condenado, aguarda julgamento de recursos.

A morte da filha, do genro e das netas deixou o casal Carnaúba sem herdeiros. Júnior, filho de Delizete, morreu de embolia gasosa em 1965, com dois anos de idade. A Aids matou seu outro filho, João, aos 18 anos, em 1987, e o neto José Geraldo, aos seis anos, em 1988, ambos hemofílicos, foram infectados por sangues contaminados.

Nenhum comentário: