quinta-feira, 7 de junho de 2012

Corpus Christi

Hoje, a partir das 13h, o Estádio Mário Helênio, no Bairro Aeroporto, deve receber cerca 30 mil pessoas, na celebração campal organizada pela Arquidiocese de Juiz de Fora, para comemorar os 50 anos de elevação da diocese de Juiz de Fora à condição de arquidiocese. A solenidade será presidida pelo arcebispo metropolitano, dom Gil Antônio Moreira.

Católicos das 86 paróquias localizadas nos 37 municípios que pertencem à arquidiocese, inclusive Santos Dumont, estarão presentes ao evento que, além de encerrar os festejos pelo jubileu, irá concentrar as comemorações do dia de Corpus Christi. Com isso, as procissões e a confecção de tapetes não irão ocorrer nas comunidades.

A nova província eclesiástica de Juiz de Fora foi criada no dia 14 de abril de 1962, fazendo com que o bispo dom Geraldo Maria de Morais Penido se tornasse o primeiro arcebispo da arquidiocese. Outros quatro o sucederam na regência da igreja, o goiano dom Juvenal Roriz (1978 e 1990), o gaúcho dom Clóvis Frainer (1991-2001), o mineiro dom Eurico dos Santos Veloso (2002-2009) e o também mineiro dom Gil Antônio Moreira (desde 2009). O primeiro e único bispo de Juiz de Fora, do qual dom Geraldo Maria de Morais Penido era bispo-auxiliar, foi o baiano dom Justino José de Santana.

Nenhum comentário: