sábado, 28 de maio de 2011

Empate fora de casa é "vitória" deveria ser sepultado!

Foi-se o tempo que prevalecia os aspectos campo e torcida como destacada interferência
por Ariovaldo Izac*
O velho jargão no futebol de que ‘empate fora de casa é vitória’ deveria ser sepultado. Há algum tempo jogar no campo do adversário não é bicho de sete cabeças, principalmente se o gramado for bom. Foi-se o tempo que prevalecia os aspectos campo e torcida como destacada interferência ao mandante.

De fato décadas passadas era um pesadelo jogar no campo do adversário, porque a pressão sobre time e arbitragem fugiam do controle. Intimidavam árbitros e bandeirinhas até com agressões quando chegavam ao estádio e intervalos de jogos, sem que órgãos competentes aplicassem punições exemplares aos clubes que protegiam agressores.

Ônibus de delegações dos visitantes eram depredados e atletas recebiam ameaças ao longo dos corredores até os vestiários. E no gramado ‘choviam’ objetos de toda natureza na direção deles, num flagrante gesto de intimidação.

Além disso, na época os estádios recebiam milhares de torcedores dos mandantes prontos para proporcionar um barulho ensurdecedor. Claro que esse incentivo estimulava jogadores ao ataque, encurralando o adversário.

Hoje tudo mudou. Representantes da arbitragem e delegações visitantes têm proteção policial antes mesmo da chegada ao estádio. Assim, sem a viciada coação, já não é praxe arbitragens caseiras. E o barulhinho de algumas centenas de torcedores do time da casa não é suficiente para assustar o time visitante: E mais: se a equipe da casa não se ajustar durante a partida, seus torcedores trocam aplausos por cobrança sistemática e até vaias nos erros grosseiros.

Por essas razões a treinadorzada precisa se reciclar, mudar o conceito sobre jogos fora de casa. Claro que é cabível os cuidados em circunstâncias desfavoráveis. Mas quando enfrentar times tecnicamente inferiores, não há motivo para a opção defensiva, de se respeitar demais o adversário. Isso acontece por causa da maldita concepção de que o empate no campo do adversário é um bom resultado. Nesse caso, uma ‘ova’.
*Ariovaldo Izac é Jornalista
Fonte: http://www.futebolinterior.com.br/

Um comentário:

fernando castro disse...

Empate fora de casa é vitória sim! Confirme isso em fernandocastroopinioes.blogspot.com