quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

São Silvestre

Mais uma vez os africanos dominaram a Corrida de São Silvestre e não deram chances aos brasileiros, aumentando ainda mais o jejum do país na tradicional prova de rua.
Na 91ª edição da prova, disputada na manhã desta quinta-feira, 31/12, a vitória na prova masculina ficou com Stanley Biwott, do Quênia. No feminino, venceu Yimer Wude Ayalew , da Etiópia. Com isso, já se completam cinco edições sem vitórias do Brasil entre os homens, a última foi em 2010 com Marilson Gomes da Silva, e nove entre as mulheres, Lucélia Peres, foi a vencedora de 2006.

Classificações:
Masculino
01 - Stanley Biwott (QUE) - 44m31s, 
02 - Leul Aleme (ETI) - 44m34s, 
03 - Feyisa Gemechu (ETI) - 44m38s, 
04 - Edwin Kipsang (QUE) - 44m41s, 
05 - Giovani dos Santos (BRA) - 44m58s

Feminino

01 - Ymer Ayalew (ETI) - 54m01s, 
02 - Delvine Meringor (QUE) - 54m03s, 
03 - Failuna Matanga (TAN) - 54m11s, 
04 - Sueli Pereira (BRA) - 54m15s, 
05 - Joziane Cardoso (BRA) - 54s22s

Literatura

"Cabeleira do Zezé e outras histórias"
Lançado pela Irmãos Vitale Edições, o livro foi escrito pelo cantor e compositor João Roberto Kelly, de 77 anos, em parceria com o músico e cineasta André Weller e reúne 72 histórias sobre a vida e obra musical de João Roberto Kelly. 

João Roberto Kelly nos traz agora as suas memórias no formato de prosa. Não há precisão nas datas, nos locais ou nos personagens, mas a graça de um bate-papo que remonta um pouco da história da música brasileira.  Ele, que é autor de marchinhas como Cabeleira do Zezé, Maria Sapatão, Mulata bossa-nova (Mulata iê-iê-iê) e tantos outros sucessos de carnaval. 



terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Salário mínimo

A presidente Dilma Rousseff assinou nesta terça-feira, 29/12, decreto que fixa em R$ 880,00 o salário mínimo que entrará em vigor em 01º de janeiro de 2016. 
Atualmente, o salário mínimo é de R$ 788,00. O novo valor representa um reajuste de 11,6%. 
A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) é de 10,28% e a previsão é que feche o ano em 10,72%, com isso, terá o salário mínimo 0,88% de reajuste acima da inflação anual.

Literatura

 "Londrina! Cidade de braços abertos – o olhar de um pé vermelho da segunda geração"

Lançada pelo geógrafo José Luiz Alves Nunes, a obra, dividida em 10 capítulos, 71 fotos e nove ilustrações e 152 páginas, relata a história de Londrina, principal cidade do Noroeste do Paraná.


A boa leitura é garantida não só pelos fatos históricos que resgatam a memória da cidade, mas também os dados curiosos que ganharam destaque na obra. Um ponto interessante que o livro traz é por que o Londrina Esporte Clube recebeu o apelido de Tubarão. Segundo o autor, Tubarão foi associado ao sucesso do filme de Steven Spielberg com a ótima campanha do LEC no Campeonato Brasileiro daquela época.

Radiodifusão

AM/FM

O processo de migração das rádios AM para a faixa de FM teve em 2015 a definição dos valores que cada emissora terá de pagar para fazer a mudança. Em 2016, um total de 948 rádios de todo o Brasil já poderão sair do AM e começar a transmitir sua programação no FM.

A migração de faixa foi autorizada por um decreto presidencial em 2013 e os valores da adaptação de outorga variam de R$ 8,4 mil até R$ 4,4 milhões. A tabela elaborada pelo Ministério das Comunicações (MC) foi feita com base em critérios como índices econômicos, sociais e população do município em que a rádio está localizada, além do alcance.

Para fazer a alteração, os radiodifusores terão de arcar com os custos referentes à diferença entre as outorgas de AM e de FM. Além disso, será necessário adquirir equipamentos para a transmissão do novo sinal.

Atualmente, 1.781 emissoras estão na frequência de AM em todo o Brasil, sendo divididas de acordo com o alcance: local, regional ou nacional. Ao todo, 1.385 pediram para mudar de faixa e 948 já poderão fazer a migração em 2016, mas 437 emissoras terão de aguardar a liberação do espaço que vai ocorrer com a digitalização da TV no país.

Literatura

"Morri para viver- Meu submundo de fama, drogas e prostituição"
As confissões surpreendentes de uma das personalidades da mídia mais conhecidas e polêmicas do Brasil. A história de Andressa Urach em sua insana obsessão por dinheiro e sucesso. Um livro marcado por revelações inéditas. Como ela se tornou uma das prostitutas mais caras e desejadas do país. A rotina no bordel onde conseguiu construir seu nome de guerra: Ímola. O chocante e constrangedor diário de uma garota de programa.

Um mergulho jamais feito, com tantos detalhes, no mercado da prostituição de luxo. Os casos secretos com clientes ricos e famosos. Empresários milionários, cantores, jogadores de futebol, artistas, bandidos, religiosos. O domínio das drogas em noitadas e festas particulares. Seu nome nos principais jornais do mundo em escândalos no Brasil e na Europa. Como se inventa a fama no universo das celebridades. O vício em cirurgias plásticas. A inacreditável experiência de quase morte no coma. Os dias de internação no limite da vida. A sobrevivência e sua jornada em busca de redenção.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Natal e ano novo

Estamos vivendo o período natal/ano novo, período em que se requer:

Paz, União, Alegria, Esperança, Amor. Sucesso, Realizações, Luz
Respeito, Harmonia, Saúde, Solidariedade, Felicidade, Humildade, Confraternização, Pureza, Amizade, Sabedoria, Perdão, Reconciliação, Igualdade, Liberdade, Sorte, Progresso, Evolução, Renovação, Sinceridade, Estima, Consideração, Fraternidade, Equilíbrio, Dignidade, Benevolência, Respeito, Fé., Bondade, Paciência. Tolerância, Vivacidade, Gratidão, Força, Tenacidade, Prosperidade, Reconhecimento, Carinho, Ajuda, Acolhimento, Simplicidade, Persistência, Relevância. Obstinação, Capacidade, Dicernimento. Argumentação.
Sempre esperamos um novo ano diferente e melhor, mesmo que tenhamos que fazer o mesmo do ano anterior.

Literatura

“Álbum do Município de Juiz de Fora”
mais importante obra sobre a cidade de Juiz de Fora completou 100 anos em 2015. Relançada pela Editora da UFJF (Universidade Federal de Juiz de Fora), em 2008, após 93 anos de sua primeira publicação, em 1915, a obra continua sendo uma rica fonte de consulta.

O livro, idealizado pelo médico e político Oscar Vidal Barbosa Lage em parceria com o jornalista Albino de Oliveira Estevesorganizado por Sérgio Murilo de Almeida Neumann, é fonte histórica inigualável de informações sobre Juiz de Fora.

Composto por 536 páginas e mais de 550 imagens da época, o álbum reúne informações sobre população, comércio, geografia, política, arquitetura, imprensa, entre outros aspectos do município no início do século passado. A amplitude do trabalho realizado pelo jornalista explica porque sua obra é, até hoje, fonte de pesquisas sobre Juiz de Fora e região nas mais diversas áreas do conhecimento.

Feriados 2016

Ano-novo - 01º/01 (sexta-feira)
Carnaval - 09/02 (terça-feira)
Sexta-Feira da Paixão - 25/03 (sexta-feira)
Páscoa - 27/03 (domingo)
Tiradentes - 21/04 (quinta-feira)
Dia do Trabalho - 01º/05 (domingo)
Corpus Christi - 26/05 (quinta-feira)
Independência do Brasil - 07/09 (quarta-feira)
Nossa Senhora Aparecida - 12/10 (quarta-feira)
Finados - 02/11 (quarta-feira)
Proclamação da República - 15/11 (terça-feira)
Natal - 25/12 (domingo)

Literatura

“Histórias e Memória de Nova Friburgo”

A obra, lançada pela historiadora Janaína Botelho (Maria Janaína Botelho Corrêa), é uma compilação de textos publicados pela autora durante dois anos, em formato de coluna semanal para o jornal "A Voz da Serra". O fato de Janaína Botelho valorizar os cidadãos comuns como atores históricos representa uma característica marcante do livro e lhe confere um tom mais humanista. Janaína procurou não se prender a apenas uma classe social quando escreveu seu livro. 

 A característica principal do livro é levar ao conhecimento público histórias de pessoas comuns e suas interpretações dos fatos vividos por elas, ora significativos num contexto mais global, ora mais pessoal.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Libertadores 2016

A Conmebol definiu os grupos e os duelos da primeira fase da Libertadores da América de 2016. 
O Corinthians, campeão Brasileiro, está no grupo 8 com Cerro Porteño, Cobresal e o vencedor de Oriente Petrolero (BOL) x Independiente Santa Fé (COL). 
O Palmeiras, campeão da Copa do Brasil, integra o grupo 2, com Nacional, Rosário Central e o vencedor de  River Plate (URU)x Universidad de Chile (CHI). 
O Atlético-MG, vice-campeão brasileiro, está no grupo 5, com Colo Colo, Melgar e o ganhador de Independiente del Valle (EQU) x Guarani (PAR).
O Grêmio, 03º colocado no Brasileiro, está no grupo 6, com San Lorenzo, LDU e Toluca, do México. 
O São Paulo, 04º colocado no Brasileiro e único time ainda não classificado para a fase de grupos, enfrentará o Cesar Vallejo (PER) pela fase pré-Libertadores. O adversário do São Paulo é o time com o pior ranking de acordo com o novo sistema da Conmebol. O Cesar Vallejo está em 152. Caso passe para a segunda fase da competição, o time do Morumbi integrará o grupo 1 com River Plate, The Strongest e Trujillanos.
Os grupos: 
Grupo 1
River Plate
The Strongest
Trujillanos
G6 Cesar Vallejo (PER) x São Paulo
Grupo 2
Nacional (URU)
Palmeiras
Rosario Central
G4 River Plate (URU)x Universidad de Chile (CHI)
Grupo 3
Boca Juniors
Bolívar
Deportivo Cali
G3 Puebla (MEX) x Racing (ARG)
Grupo 4
Peñarol
Atlético Nacional
Sporting Cristal
G2 Huracán (ARG) x Caracas (VEN)
Grupo 5
Atlético-MG
Colo Colo
Melgar
G5 Independiente del Valle (EQU) x Guarani (PAR)
Grupo 6
San Lorenzo
Grêmio
LDU
Toluca
Grupo 7
Olímpia
Emelec
Tachira
Pumas
Grupo 8
Corinthians
Cerro Porteño
Cobresal
G1 Oriente Petrolero (BOL) x Independiente Santa Fé (COL) 
Primeira fase:
G1 Oriente Petrolero (BOL) x Independiente Santa Fé (COL)
G2 Huracán (ARG) x Caracas (VEN)
G3 Puebla (MEX) x Racing (ARG)
G4 River Plate (URU)x Universidad de Chile (CHI)
G5 Independiente del Valle (EQU) x Guarani (PAR)
G6 Cesar Vallejo (PER) x São Paulo 
Datas da Libertadores de 2016: 
Primeira fase:
3 e 10 de fevereiro
Fase de grupos:
17 e 24 de fevereiro
2, 9, 16 de março
6, 13, 20 de abril
Oitavas de final: 27 de abril e 4 de maio
Quartas: 11 e 18 de maio
Parada Copa América Centenário: 3 a 26 de junho
Semifinal: 6 e 13 de julho
Final: 20 e 27 de julho 

Literatura

"O Ouro do Capitão" 
Escrita pela jornalista Sayonara Salvioli, a obra apresenta a outra face do Capitão Mata-Gente, famoso fazendeiro brasileiro do ciclo do café do Vale do Paraíba. O cafezista tornou-se um mito: dizia-se que ele escondia ouro nas paredes de seu casarão!... Realidade ou fantasia, Antônio era um homem-mistério, cercado de segredos e envolvimentos.
O eu do homem – por trás da lenda – dá conta de alguém comum, com atributos de qualquer mortal: amor, medo, sonho, luta, ideal, ambição. Só que desvendar o lado humano de um personagem lendário é missão das mais complexas. Facilitou-a, porém, um amor do passado... O Capitão Mata-Gente foi apaixonado, em sua juventude, por Ayana Eshe – a princesa africana, uma linda cativa do Brasil imperial. E é a ótica de uma mulher apaixonada o ponto de partida para o mergulho nesta história, transmitida pela bisneta de Ayana – Annabella Faysal – quase dois séculos depois. Paralelamente, uma narrativa instigante: a sucessão de uma linhagem de guerreiras de Angola em terras brasileiras.
A trama principal se passa durante um dos períodos mais fascinantes da História do Brasil: o século XIX, no contexto de seus principais focos – a monocultura do café; o sistema escravista; a Independência; a herança da cultura portuguesa; a sociedade de costumes; o folclore regional; as tradições do povo bantu – o jongo, a capoeira; a Corte brasileira do Segundo Reinado; o apogeu e a declínio dos baronatos do café; a Guerra do Paraguai; o abolicionismo; a Grande Libertação; a aurora da República e o limiar de um novo século!... Este é o cenário. Quanto à história do Capitão e da escrava da fazenda vizinha, excede as fronteiras da imaginação..

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Miss

Miss Universo

A candidata das Filipinas, Pia Alonzo, foi eleita Miss Universo 2015 na noite deste domingo, 20/12. O concurso aconteceu em Las Vegas (EUA). Por um erro do apresentador, a Miss Colômbia foi coroada primeiro, mas a coroa foi retirada e colocada na candidata filipina.
Portanto, a segunda colocada foi a representante da Colômbia, e a terceira foi a candidata dos EUA.
A brasileira, Marthina Brandtficou no top 15. O Brasil venceu o concurso em apenas duas ocasiões, em 1963 com Ieda Maria Vargas e em 1968 com Martha Vasconcellos. Esta é a terceira vez que uma filipina vence o concurso, as outras duas ocasiões foram em 1969 e 1973.
Durante a final, as 80 candidatas se apresentaram em trajes típicos, de biquíni e em vestido de gala.
O top 5 ainda teve França e Austrália. Cada uma das cinco finalistas respondeu a uma pergunta sobre um tema pertinente ao seu país.
A Miss Filipinas respondeu a uma questão sobre se os EUA deveriam ter uma presença militar em seu país. Ela disse que não via problemas com isso.
Miss Mundo
Pela primeira vez, uma candidata da Espanha foi a vencedora do Miss Mundo. Mireia Lalaguna Royo foi eleita a mulher mais bela do mundo em 2015. A 75ª edição do concurso de beleza aconteceu neste sábado, 19/12, em Sanya, na China.
A segunda colocada foi a Miss Rússia e o terceiro lugar ficou com a Miss Indonésia. O top 5 ainda teve Líbano e Jamaica.
Ao todo, 114 candidatas disputaram o título de mais bela do mundo. A brasileira Catharina Choi ficou em 12º lugar. A única vez em que o Brasil ganhou o concurso foi em 1971 com Lúcia Petterle.
FONTE: www.carlosferreirajf.blogspot.com

Literatura


"Histórias de Gente do Rádio"

O rádio que tanto contribuiu ao longo dos anos e ainda contribui para divertir, vender, informar e sobretudo colaborar para a formação da mentalidade de novos brasileiros tornou muita gente famosa e conhecida. Essa "gente" é o foco deste livro. Numa linguagem clara, leve e direta, a jornalista Dáurea Gramático nos conta histórias de gente famosa do rádio. Histórias sérias e histórias divertidas que aconteceram nas muitas emissoras espalhadas por nosso País. 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

O jornalista na alça de mira

A entidade Press Emblem Campaign (PEC), sediada em Genebra, na Suíça, divulgou levantamento que aborda os números de jornalistas assassinatos no mundo. Nos últimos cinco anos, 35 profissionais de comunicação foram mortos no Brasil, o que coloca o país na 06º posição do ranking de países mais perigosos para o exercício da profissão. 

A Síria lidera a lista com 86 mortes, seguida pelo Paquistão, com 55, além Iraque e México, cada um com 46 assassinatos. No mesmo período, foram computados 42 mortos na Somália. Ao considerar apenas o ano de 2015, a situação do Brasil, com sete casos de homicídio, empata com países como Iemen e Sudão do Sul, que estão em guerra. 

Desde janeiro, 128 jornalistas foram assassinados em 31 países. A maioria das mortes foi causada por grupos terroristas e organizações criminosas. A Síria, dominada pelo Estado Islâmico, está novamente no topo da lista, com onze vítimas. Iraque e México, cada um com dez jornalistas mortos, dividem o segundo lugar. França, Líbia e Filipinas tiveram oito ocorrências cada. 

Literatura

"Rádio em Ação"
Neste livro, a jornalista Dáurea Gramático nos conduz ao conhecimento de um veículo de comunicação encantador. A versatilidade e o alcance do rádio torna-o um poderoso instrumento de comunicação que tem a audácia de se adaptar aos novos recursos tecnológicos e continuar influente. Rádio em Ação – jornalismo, música, serviço, agilidade e diversão: as muitas facetas de um veículo campeão de audiência mostra, através de saborosas histórias de convivência da equipe, da produção e de reportagens, como o rádio conquista e mantém seu público. Com a leitura desta obra, aprendemos que a cumplicidade entre veículo e ouvinte é baseada no imediatismo da notícia, na descontração, no humor, na prestação de serviços e até mesmo nos erros cometidos com a programação no ar e enfrentados com muito talento. A agilidade do veículo e o poder de resposta do público têm sustentado a perenidade deste meio de comunicacão, que agora você conhece um pouco mais pelas histórias e impressões de Dáurea Gramático reunidas neste livro. Dáurea, como jornalista, conheceu os mais luxuosos gabinetes e os mais tristes presídios e favelas, entrevistou autoridades e se esgueirou em meio a tiroteios para cumprir o dever de informar. 

sábado, 12 de dezembro de 2015

Rogério Ceni

Aos 42 anos de idade, o goleiro Rogério Ceni se despediu do futebol na noite desta sexta-feira, no Morumbi, em jogo comemorativo entre os campeões mundiais pelo São Paulo de 1992, 1993 e 2005. O time dos tricampeões mundiais venceu por 5 a 3, com direito a gol do homenageado da noite de pênalti. Nascido em Pato Branco, no Paraná, e criado em Sinop, no Mato Grosso.

Revelado ao futebol profissional pelo Tricolor em 1992, após a morte do terceiro reserva Alexandre, Ceni jogou entre 1987 e 1990 pelo Sinop, clube do estado do Mato Grosso. Ainda pelas categorias de base, já no clube do Morumbi, o goleiro foi campeão – como titular – da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 1993, após ter sido vice no ano anterior, quando era reserva.

Literatura

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

A dança das cadeiras

A TV Globo vai trocar em janeiro quatro de seus correspondentes internacionais. Voltarão ao Brasil Renato Machado e Roberto Kovalick, de Londres, André Luiz Azevedo, de Lisboa, e Helter Duarte, de Nova York.
Considerados "medalhões", todos serão substituídos por jornalistas menos conhecidos, que ganham no máximo 30% do que eles. O anúncio foi feito em comunicado interno, por Ali Kamel, diretor-geral de Jornalismo da Globo.
Renato Machado não será substituído em Londres, onde está há quatro anos. Suas funções serão acumuladas por Cecília Malan, que passará a fazer entradas diárias ao vivo no Bom Dia Brasil, telejornal que Renato Machado apresentou até 2011. De volta ao Brasil, ele será repórter exclusivo do Globo Repórter.
Já Roberto Kovalick, que antes de Londres foi correnpondente em Nova York e Tóquio, atuará como repórter especial em São Paulo. Na capital britânica, terá dois substitutos: Ernani Lemos assumirá suas funções de coordenador do escritório e Pedro Vedova, atualmente em Berlim, ficará nas reportagens.
Assim como Vedova, outro correspondente da Globo News substituirá Helter Duarte em Nova York. Será Sandra Coutinho. Sandra já vinha colaborando com o Jornal Nacional desde julho, por iniciativa de William Bonner, como recompensa por ter tomado uma "chinelada" de Barack Obama. Durante entrevista de Dilma Rousseff ao lado de Obama, Sandra perguntou à presidente como ela via o fato de os Estados Unidos não considerarem o Brasil uma potência global. Diante da saia justa, o presidente Obama tomou a iniciativa de responder que os EUA vêem o Brasil, sim, como um "grande ator global" sim.
Na Globo News, a vaga de Sandra Coutinho em Nova York ficará com Michele Marinho, editora internacional do canal no Rio, já os substitutos de Azevedo em Lisboa e Vedova em Berlim "serão anunciados a seu tempo", de acordo com a nota de Kamel..
No comunicado, Kamel anunciou que os retornos de Renato Machado e Roberto Kovalick ao Brasil já estavam previstos. Já Helter Duarte, no entanto, ficaria nos Estados Unidos até o final de 2016. Só voltaria após as eleições presidenciais.


sábado, 5 de dezembro de 2015

Literatura

 "Mineirão, 50 jogos, 50 craques"
 Escrito por João Vítor Xavier e Alexandre Simões e lançado pela BB Editora, o livro é um registro dividido em duas partes: 50 jogos históricos do estádio e 50 craques que deixaram sua marca no gramado do Estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, Gigante da Pampulha, ou após a Copa, Arena Mineirão.  O livro é uma oportunidade para os amantes do futebol entenderem toda a magia que cerca um dos mais modernos estádios do país.

100 anos

Centenário na Floresta
Neste sábado, 05/12, na capela do Seminário da Floresta, dona Nadyr Alcântara de Assis celebrou seu centenário, cercada do carinho dos filhos Márcio, Regina e Antônio José, das noras Ana Anita, Dalva, Aparecida e Rita, além de sua fiel escudeira, Alzira (de 86 anos), que há 60 anos é sua companhia constante.
Viúva de Júlio Álvares de Assis (com quem foi casada por 67 anos), dona Nadyr tem 16 netos, 11 bisnetos e, em breve, vai ganhar dois tataranetos.

Família de artistas
A aniversariante, que é tia do ator Roberto Bonfim, faz parte de uma família de grandes dotes artísticos para a música, dança e teatro. Com a Trupe do Pequeno Édison (nome de seu pai), dona Nadyr viajou pelo Brasil no final da década de 1920. Ela e o irmão Pedro formaram uma dupla caipira (com o nome artístico de Tapuya e Xerém). Ao lado de Alvarenga Ranchinho, Bentinho, Luiz Gonzaga, Humberto Teixeira, abriram vertentes para a MPB, tornando-se nacionalmente conhecidos por sua participação nas antigas rádios Nacional, Tupi e Mayrink Veiga.
Fonte: http://www.tribunademinas.com.br/colunista/cesar-romero/

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Literatura

Não me chamem Vandré

Escrito por Gilvan de Brito e editado por Carlos Roberto de Oliveira, o livro retrata a verdadeira história de Geraldo Vandré (Geraldo Pedrosa de Araújo Dias), que ajudou a derrubar a ditadura com a canção “Pra Não Dizer Que Não Falei de Flores”. Autoexilou-se no Chile, Peru e França, voltou ao Brasil, decidiu pelo anonimato e hoje renega até o nome artístico que o tornou famoso.

Mundial de clubes 2015

Começa dia 10 e vai até o dia 20, o campeonato mundial de clubes no Japão.
Participarão 07 equipes: Barcelona (Espanha), River Plate (Argentina), América (México), Hiroshima (Japão), Auckland City (Nova Zelândia), Mazembe (Congo) e Guangzhou Evergrande (China), o time de Felipão, Robinho, Ricardo Goulart, Paulinho, Elkeson e Alan. 
River Plate e Barcelona entrarão somente na fase final, dias 16 e 17. A decisão será dia 20, às 08.30 da manhã, horário de Brasília.

Literatura

 "Geraldo Vandré - Uma Canção Interrompida"
O jornalista Vítor Nuzzi escreveu a biografia do paraibano Geraldo Pedrosa de Araújo Dias, que fez 80 anos em 12 de setembro e é um enigma pessoal e musical. Nunca se sabe o que ele é e, sobretudo, o que se tornou. Nas décadas de 1960 e 1970, com o nome de Geraldo Vandré — “sobrenome” arrancado do nome de seu pai, José Vandregísilo —, havia se tornado um mito. Todos o conheciam, para o bem ou para o mal. Principalmente, todos cantavam suas músicas, espécies de hinários laicizados. O cantor e compositor parecia um pastor de um rebanho imenso, com integrantes que militavam na esquerda, a maioria, mas também na direita, que dizia odiá-lo mas por certo o ouvia, quem sabe até com certo fervor. O autor, engagé e enragé, era ouvido, e seguido, por uma legião de fãs ardorosos. O autor investigou as notas escolares nos colégio católicos que Vandré estudou em Nazaré da Mata-PE e Juiz de Fora-MG, e segundo o autor, eram notas boas, principalmente, matemática e história.

Luto

Dr Wagner Silveira Caiafa
Graduado em MEDICINA pela Universidade Federal de Juiz de Fora(1980) e residencia-medica pela Universidade Federal de Minas Gerais(1982). 
Médico da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, Chefe deo Serviço de Ortopedia e Traumatologia da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora, Médico ortopedista do Ministério da Saúde, Perito Médico do Instituto Nacional do Seguro Social, Médico ortopedista da Hospital Albert Sabin - Juiz de Fora e Médico Ortopedista da Hospital Monte Sinai - Juiz de Fora. 
Deixa esposa Maria Clara Caiafa e os filhos Alan, Thiago e Jordana. 

Obs: Sepultamento será hoje, 04/12,  às 10h, no Cemitério Parque da Saudade.

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Literatura

"Geraldo Vandré – O Homem que disse Não"
Escrito por Jorge Fernando dos Santos, o livro revela que Geraldo Vandré (Geraldo Pedrosa de Araújo Dias) foi trazido de volta ao Brasíl por um general, após ser exilio no Chile Peru e França. Segundo o livro, o cantor fez tratamento psiquiátrico por 12 anos e pode até ter tomado choque elétrico, prática comum em sua época, já que Vandré tem alteração de humor  (bipolar) e extremamente brigão e intransigente. Vandré já revelou, nas entrelinhas, que foi usado pela esquerda que o tratava como um Che Guevara brasileiro. Ele disse que nunca fez música de protesto.

Salário mínimo

A possibilidade de adiar os reajustes do salário mínimo, incluindo as aposentadorias, no próximo ano, de janeiro para maio, vem sendo avaliada pelo Governo Federal. Essa manobra foi revelada e criticada pelo deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP), que participou de uma reunião com aposentados, em Santos, Litoral Pauliusta,  no Sindicato dos Empregados em Edifícios (Sindedif), na última sexta-feira.

A medida de adiar o reajuste do mínimo seria uma sugestão da consultoria da Comissão Mista de Orçamento do Congresso e contaria com o apoio do ministro da Fazenda, Joaquim Levy.
A presidente Dilma Rousseff não teria dado aval à proposta, mas Levy teria insistido no assunto. 

No final de agosto, o governo federal propôs ao Congresso Nacional elevar o salário mínimo dos atuais R$ 788,00 para R$ 865,50 a partir de janeiro de 2016, com pagamento em fevereiro.
A iniciativa foi feita por meio de projeto de orçamento da União do próximo ano. Neste mesmo mês é pago reajuste aos aposentados, sendo que mais de 23 milhões de segurados recebem um salário mínimo e outros 9 milhões ganham acima do piso e terão reajuste sem aumento real.

A correção do mínimo é definida pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), indicador de inflação calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBG E), somada ao aumento do PIB de dois anos atrás – no caso, de 2014.

Essa fórmula garante aumento real em caso de crescimento do PIB (Produto interno bruto). Em 2014, foi de 0,1%, que será o aumento real no salário mínimo.


O INPC para janeiro está previsto em cerca de 10,43%, que servirá para reajustar as aposentadorias acima do salário mínimo.

Literatura

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Radio esportivo

Globo e CBN têm equipes esportivas unificadas em São Paulo
A diretoria do Sistema Globo de Rádio (SGR) confirmou que vai promover uma reestruturação em sua equipe esportiva. A partir de 2016, os profissionais das rádios Globo e CBN vão entrar juntos para as transmissões de futebol em São Paulo. Com a integração, o grupo de trabalho passa a contar com 18 profissionais, encabeçados por Oscar Ulisses, que se torna o principal narrador das emissoras. 

Osvaldo Pascoal e Mario Marra serão os dois primeiros comentaristas, escalados para as principais coberturas. Os locutores Marcelo Gomes e Marcelo do Ó completam o time ao lado dos analistas Paulo Massini e Raphael Prates. A sinergia também será levada para a produção de programas como o ‘Quatro em Campo’, na CBN, e o ‘Globo Esportivo’, na Globo, que poderão contar com a participação de profissionais de ambas as emissoras.

Com a unificação, foram demitidos o narrador Doni Vieira e o repórter e produtor Rafael Esgrilis, da Rádio Globo e o narrador Deva Pascovicci, da CBN, que também é parceiro do grupo, já que Deva é proprietário de uma afiliada da CBN em São José do Rio Preto e outra em Mirassol.

Em Belo Horizente o SGR já tem equipe unificada com a Globo AM e CBN FM. Já no Rio de Janeiro a situação é mais complexa tendo em vista que a líder de audiência é a Rádio Tupi e uma unificação Globo/CBN se por um lado corta custo, por outro, não garante a retomada da audiência, tendo em vista a ampla vantagem da Tupi, de acordo com as pesquisas do IBOPE.

Literatura

 “M-113 no Brasil – O clássico ocidental”

Escrita por Expedito Carlos Stephani Bastos, a obra resgata a trajetória do tanque M-113 no país, tanto no Exército, quanto na Marinha (Corpo de Fuzileiros Navais), desde sua aquisição, até as diversas modernizações que sofreu em ambas as forças.
Com 130 páginas, mais de cem fotos e desenhos, o livro conta a história por trás de um equipamento importante para o Exército Nacional, mostrando as dificuldades e as soluções encontradas para sua manutenção operacional.